NOTA DE PESAR - Michol Carvalho







Admiradora e incentivadora do trabalho da pesquisadora cultural Maria Michol Carvalho, a governadora Roseana Sarney lamentou profundamente a morte da também escritora, ocorrida na madrugada desta segunda-feira (12). A governadora lembrou que, em seus governos anteriores, Michol foi diretora do Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho, onde desenvolveu ações que contribuíram para o engrandecimento das manifestações populares do Maranhão.

“A cultura do Maranhão está triste hoje. Michol foi um exemplo de competência, de dedicação e de amor ao que fazia. O trabalho que ela desenvolveu ainda hoje frutifica e vai ficar eternizado com as manifestações da cultura popular maranhense, que ajudou a fortalecer”, destacou.

A governadora também se solidarizou com familiares, amigos e amantes da cultura maranhense. “Espero que todos nós encontremos conforto nas orações, pois Michol nos deixou um grande legado e nos ajudou a descobrir um pouco mais da riqueza de nossas brincadeiras e folguedos”, ressaltou.

Aposentada como gestora, Michol Carvalho foi responsável pela criação de diversos espaços culturais, a exemplo da Casa de Nhozinho, Casa do Maranhão, Casa da FÉsta e Casa do Divino em Alcântara. Também foi idealizadora de eventos como a “Exposição Arvoredo”, “Concerto para o Menino”, “Baile do Bigorrilho” e “Divino Maranhão”.

Ela participou, ainda, do processo de tombamento do Tambor de Crioula e do Bumba-meu-boi como Patrimônio Imaterial do Brasil. Mais recentemente, se dedicava ao trabalho de pesquisa para o inventário do Bloco Tradicional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

“Nunca fui e jamais serei condenado pela justiça”, afirma Hildo Rocha em resposta a boatos