Eliziane Gama é referência de novo para política de São Luís, afirma Marina Silva.



Marina chegou na capital maranhense para reafirmar apoio a candidatura de Eliziane Gama. 


Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quinta-feira (27), Marina Silva falou sobre o apoio a candidata Eliziane Gama (PPS-23) e da necessidade de uma nova postura por parte dos candidatos e dos cidadãos no Brasil, para uma discussão política que ultrapasse o período das eleições. Para a ambientalista, Eliziane representa esta nova política em São Luís. 

Marina chegou na capital maranhense para reafirmar o apoio à candidatura de Eliziane Gama, firmado no início da campanha política. Na programação, uma grande caminhada na Rua grande, com centenas de eleitores, correligionários e representantes de movimentos sociais, que encerrou com Ato Público em frente a Biblioteca Benedito Leite, na Praça Deodoro. 

“Estamos vivendo uma crise da política no Brasil e no mundo inteiro. Por isso, cheguei a conclusão que muito mais do que partidos, precisamos de um movimento transpartidario que discuta política e ideias para além das eleições. Pois a política é muito mais do que eleição. A eleição é um momento importante, mas a política precisa ser discutida para além do período eleitoral”, enfatizou Marina Silva. 

Alfabetizada pelo Mobral e hoje professora de história, a ambientalista mais respeitada do Brasil e considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU), Marina Silva, lembrou sua trajetória política ao comparar sua vida à vida de Eliziane Gama. 

“Nós vamos para o segundo turno, nós vamos ganhar esta Eleição. E vai ser a eleição do povo!”, declarou.

"É possível mudar a cidade por um ideal. Cheia de esperança de que vocês vão fazer um segundo turno com Eliziane para ela ser prefeita de São Luís. Faz muito tempo que não vejo uma militância assim tão aguerrida! Faz muito tempo que não vejo tantas pessoas esforçadas de levar uma nova gestão á Prefeitura”, finalizou Marina Silva. 

Para a ambientalista, Eliziane reúne a ousadia de querer transformar os indicadores negativos de São Luís, como mortalidade infantil, mortalidade materna à vontade de fazer algo para as pessoas, para o povo, para o coletivo. Os preceitos que ela defende, de ter uma gestão que tenha a ética como fundamentos. Ético é uma condição para qualquer ação pública.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

“Nunca fui e jamais serei condenado pela justiça”, afirma Hildo Rocha em resposta a boatos