Ano letivo na rede estadual começa nesta segunda-feira

Ano letivo na rede estadual começa nesta segunda-feira


De acordo com o novo calendário letivo, o término das aulas está previsto para o dia 28 de dezembro em todo o Maranhão.
Com um calendário escolar específico, em um processo de vanguarda da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), será aberto oficialmente, nesta segunda-feira (6), o ano letivo de 2012 com a volta as aulas de mais de 500 mil alunos nas 1.515 escolas da rede estadual de ensino. Do total, mais de 200 escolas estão localizadas na Região Metropolitana de São Luís. De acordo com o novo calendário letivo, o término das aulas está previsto para o dia 28 de dezembro em todo o Maranhão.
Este ano, a Seduc implantou, também de forma pioneira, o sistema de matrículas online para todas as escolas da rede localizadas nas 19 Unidades Regionais de Educação (UREs) e ofertou aproximadamente 25 mil vagas somente para o primeiro ano do ensino médio à comunidade escolar de São Luís. Aproximadamente 135 mil alunos estão matriculados na capital.
O processo informatizado de matrícula foi feito por meio da parceria firmada entre a Seduc, Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e o Instituto Superior de Educação Continuada (Isec), e acompanhado pelo Sistema Integrado de Administração de Escolas Públicas (Siaep).
O conjunto de ações desenvolvido pela secretaria para o presente ano letivo garante, cumprindo meta prioritária do Governo do Estado, que nenhum jovem em idade escolar ficará fora da sala de aula e o calendário específico para as escolas da rede deve ser cumprido sem complicações.
Outra experiência inovadora deverá marcar o presente ano letivo. De acordo com o secretário João Bernardo Bringel, para acompanhar o processo de descentralização do ensino fundamental, será lançado um programa piloto de reforço escolar nas disciplinas Português e Matemática em 20 escolas da rede estadual de ensino. Um colégio de Balsas foi escolhido como pioneiro do novo programa da Seduc.
O programa virtual, explicou Bringel, irá contemplar os alunos com deficiência escolar do 1º ao 9º ano e será uma importante ferramenta para registrar o desempenho dos estudantes. O rendimento ficará registrado na rede virtual. Serão realizadas anualmente 450 oficinas para implementação do programa.
Suporte ao ensino
A superintendente de Educação Básica, Leuzinete Pereira da Silva, destacou que o calendário letivo será cumprido dentro do ano civil e será feito um reforço nos laboratórios de informática das escolas de ensino médio da rede estadual. Cada escola com laboratório de informática será contemplada com 18 novos computadores, em substituição aos equipamentos implantados anteriormente.
As escolas do ensino médio, prioridade do Governo do Estado, também irão receber 568 projetores acoplados a igual número de novos computadores, que serão utilizados para a melhoria da qualidade de ensino. Do total dos novos equipamentos, 268 foram fornecidos pelo ministério da Educação (MEC), por meio Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo), e 300 foram adquiridos pela Seduc, por orientação do secretário Bernardo Bringel.
Leuzinete Pereira ressaltou ainda o projeto de formação continuada em serviço para professores e supervisores, sem prejuízo aos 200 dias do ano letivo e a reorganização dos espaços escolares, bem como reformas de prédios.
Além das ações focadas no processo ensino-aprendizagem, a Seduc também vai garantir maior conforto para os alunos da rede estadual de ensino com a entrega de 79 mil novas carteiras escolares, dentro dos padrões ergométricos exigidos pelo Ministério da Educação (MEC). A renovação das carteiras é superior a 50% dos equipamentos existentes nas escolas da rede. Serão contemplados os colégios de todo o estado.
O secretário adjunto de Projetos Especiais, Almir Coelho disse que do total das carteiras distribuídas nas UREs, 42 mil foram adquiridas com recursos do tesouro estadual e as outras foram compradas por meio de parceria entre a Seduc e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os estudantes portadores de necessidades especiais serão contemplados com 200 carteiras adaptadas.
De acordo com Almir Coelho, este ano serão entregues, a partir da próxima semana, 220 mil kits de fardamento e material escolar para os alunos de ensino fundamental das escolas da rede estadual de ensino.
Cada kit de fardamento contém tênis e meias, short e camiseta, calção, camisa e mochila. O kit escolar contemplará cada aluno com esferográfica, lápis, apontador, régua, transferidor e outros itens necessários em sala de aula.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini