Rosângela Curado participa de debate na UEMA


A candidata Rosângela Curado participou do debate promovido pela Universidade Estadual do Maranhão, que acontece há quatro anos, entre os candidatos a prefeito de Imperatriz. Dos nove candidatos, só um não compareceu (o atual prefeito).
A abertura dos trabalhos foi realizada pelo Diretor do Campus Professor Expedito Barroso, que saudou aos presentes falando sobre o exercício da democracia que se realiza através de um debate político, onde estavam presentes formadores de opinião como acadêmicos, professores e representantes de movimentos sociais.
O debate foi dividido em cinco blocos. Inicialmente os candidatos tiveram cinco minutos para mostrar suas propostas de governo. No segundo bloco responderam às perguntas feitas pelo plenário, escritas e entregues com antecedência. Em seguida, cada candidato sorteado fazia uma pergunta a qualquer outro candidato adversário. No quarto bloco os candidatos responderam às perguntas dos membros do Diretório Acadêmico e fizeram suas considerações finais logo em seguida.
O auditório estava com sua capacidade máxima de pessoas sentadas e em pé. Um telão precisou ser instalado na área externa para que todos pudessem acompanhar o debate que durou cerca de três horas.
A candidata Rosangela Curado teve a oportunidade de falar sobre suas propostas no setor educacional onde a qualificação e valorização dos professores será prioridade. As escolas de tempo integral e a construção de creches também fazem partes das mudanças no setor educacional.
Para melhorias na saúde, Rosângela defendeu o fortalecimento da atenção básica nos postos de saúde, a descentralização da marcação de consultas e os mutirões para cirurgias eletivas.
No quesito acessibilidade, a candidata mostrou que todas as ações devem ser feitas em conjunto, com a regularização das calçadas, a construção de rampas e uso de elevadores nos ônibus. Mas isso deve ser feito também nos bairros e não só no centro da cidade.
Rosângela também mostrou seus projetos no setor cultural, que hoje está bastante desvalorizado, sem incentivos ou promoções de eventos: “faremos um resgate da nossa cultura com festivais, construção de novos espaços onde os artistas possam trabalhar e onde novos talentos possam surgir. Nossa cidade não tem memória. Vou viabilizar projetos e parcerias para que os nossos artistas possam mostrar seus talentos e desta forma promover também a nossa cidade”.
Com uma campanha propositiva, Rosângela tem propostas para toda a cidade, mas vai priorizar os bairros, que estão desassistidos. Em alguns deles falta até água, que é essencial para a sobrevivência das pessoas. E é nos bairros de Imperatriz o seu maior índice de crescimento.
 
 
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos