Polícias Civil e Militar controlam motim na Delegacia Regional de Codó




Polícia Civil já está investigando o princípio de motim, ocorrido na madrugada desta terça-feira (24), na 4ª Delegacia Regional de Codó. Policiais militares da 9ª Companhia Independente foram acionados para reforçar a segurança e conseguiram controlar o movimento.

De acordo com o delegado Regional, Rômulo Cavalcante, os presos haviam feito um buraco dentro de uma das celas da delegacia, e estavam planejando fugir. No local, haviam 28 encarcerados. Após detectar o túnel, os policiais realizaram uma vistoria e encontraram algumas armas brancas, como chuços e facas. Todos os detentos foram transferidos para outras celas.

O delegado Rômulo Cavalcante relatou que o movimento começou por volta de meia-noite. Os presos iniciaram uma gritaria, começaram a bater nas grades, além de fazer outros detentos como reféns. Quase toda a estrutura das celas foi danificada, com a quebra de cadeados, paredes e vários objetos.

A PM chegou ao local e juntamente com a Polícia Civil conseguiu abortar a rebelião. A Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) está tratando junto à Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) a transferência dos detentos daquela delegacia para uma unidade prisional. Alguns, inclusive já foram levados para outros municípios, com o apoio das polícias de Caxias e Timon.

A Delegacia Regional de Codó tem atualmente 74 presos, distribuídos em 4 celas. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) entregará até o próximo mês um novo prédio que abrigará a Delegacia Regional e o 1º distrito policial.

Na obra, foram investidos R$ 427.378, 95. A área foi doada pela Prefeitura Municipal, e fica localizada na Rua Paraíba, ao lado do ponto conhecido com Tiro de Guerra e possui 1.372 m². A SPCI já alugou também um imóvel onde serão instalados o 2º Distrito e a Delegacia da Mulher. O local onde atualmente funciona a sede será repassado para a Sejap para ser transformado em um mini-presídio regional. Além de Codó, a SSP doará também prédios nas cidades de Balsas, Rosário e Nova Iorque. Açailândia e Davinópolis já foram cedidos a Sejap.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini