Maranhão com todo gás






Estamos ainda em meio às festas dos 400 anos de São Luís, apagando as velinhas e aprovando a determinação de Roseana de fazer a festa com o povo: eventos populares, shows, participação de todos, em vez de sisudos e solenes banquetes e sessões, plenas de discursos longos, nos quais o que mais ocorreria, sem dúvida, seria o puxamento do saco das barbas de La Ravardiére.


Como não podemos somente ficar olhando o passado, temos um presente de grandes perspectivas e um futuro ainda mais promissor. Sempre disse que quando víamos a pobreza com que o Criador tratara o Maranhão não lhe dando minérios nem grandes áreas de terras férteis, que Ele tinha escondido alguma coisa muito boa para nós e que iria nos revelar. E aventurava um palpite sabendo que as possibilidades de acontecer serem altas: o petróleo. Na minha campanha de governador em 1965, em meus comícios, acendia a tocha do progresso, com as primeiras amostras do óleo de Barreirinhas que a Petrobras pesquisava. Aquela tocha nunca se apagou de minhas esperanças.


Não estamos dando muita importância ao que está acontecendo em nosso estado nesse campo. Mas pelas descobertas já feitas, em poços perfurados e para exploração já em 2013, temos - favas contadas - 15 milhões de metros cúbicos/dia, o que representa metade do gás que o Brasil importa da Bolívia, e a projeção já anunciada pode chegar a 424 bilhões de metros cúbicos, o que se compararmos é igual a toda a reserva da Argentina. Isto irá gerar energia em usinas térmicas, já começando a gerar em janeiro próximo nos municípios de Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes. Será um impacto no que somos hoje e no que seremos amanhã. Vai constituir um pilar para atração de investimentos e produzir riqueza, emprego, renda.


Também agora, graças à presença do ministro Lobão, no Ministério de Minas e Energia, está acontecendo um passo gigantesco para ampliar ainda mais a presença do Maranhão no mapa mundial da energia. Ele, através da ANP (Agência Nacional do Petróleo), anunciou a realização do leilão para a 11ª Rodada de Licitação que vai licitar 174 blocos aqui em nossa região, 87 no mar e 87 em terra. Dessas áreas, 56 são na bacia marítima Pará-Maranhão-Barreirinhas, e em terra na Bacia Parnaíba, que tem esse nome, mas é quase toda no Maranhão, na região que já está sendo explorada pelo grupo Eike e Petra.


Assim, quando essas áreas forem arrematadas ainda este ano, podemos ter certeza de que o Maranhão inteiro, além do que já está sendo feito, terá uma explosão de exploração de hidrocarbonetos e se prepare para uma explosão de progresso. Isto só é possível porque o Norte abandonado nas pesquisas de petróleo e gás, tem um ministro de Minas Energia, um ativo maranhense na ANP, Alan Kardec Duailibe, e uma governadora que devolveu confiança nacional no Maranhão e tem apoiado Lobão, no seu comando em favor do nosso desenvolvimento no ministério onde ele é nome de destaque e pilar do governo Dilma.

Assim, os 400 anos de São Luís serão marcados para o Maranhão como o ano em que tivemos certeza de outros 400 anos de progresso para o estado.

Para visualizar esse trabalho, devemos acrescentar a importância da refinaria da Petrobras de Bacabeira, a maior do mundo. A atração de investimentos atraídos pelo governo Roseana, como a maior fábrica de celulose do mundo em Imperatriz, do grupo Suzano, outra em Urbano Santos, a Siderúrgica Gusa Nordeste de Açailândia, fábricas de cimento da Votorantin e Queiroz Galvão, enfim, nosso estado tem a maior carteira de investimento do Nordeste, cem bilhões de dólares.

Some-se a isso as obras de duplicação da BR-135, que tanto trabalho custou a Roseana para ser feita, a adutora nova da Caema, licitação concluída e contrato de construção em fase de assinatura, hospitais no interior inteiro, Faculdades de Medicina em Pinheiro e Imperatriz e os programas sociais empreendidos por Roseana, como o grande Projeto Erradicação da Pobreza, sob a direção do secretário Fernando Fialho e tantas e tantas iniciativas e realizações.

O Maranhão está, assim, com todo gás e energia, colocado no mapa mundial da energia, a mais importante matéria-prima do futuro da humanidade.

COLUNA DO SARNEY
23/09/2012

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini