Mais de 100 mil fazem a festa com Ivete Sangalo, Bicho Terra e Fabrícia, na Lagoa da Jansen





A cantora Ivete Sangalo balançou uma multidão de mais de 100 mil pessoas que foi a Lagoa da Jansen prestigiar a quarta noite de shows em comemoração aos 400 anos de fundação de São Luís. O evento é apresentado pela Petrobras, por meio do programa Petrobras Cultural, com patrocínio da Nestlé e Credicard Hall, Vale, Alumar, Ambev, OGX, MPX e Emap, e é realizado pelo São Luís Convention & Visitors Bureau, com apoio institucional do Governo do Estado.

A governadora Roseana Sarney, que participou da festa ao lado de secretários de Estado, dirigentes de órgãos e representantes das empresas patrocinadoras, destacou a participação da população nos shows, que têm atraído milhares desde a abertura, com Gilberto Gil, no dia 1º. “As pessoas estão vindo, trazendo a família e se divertindo num espaço montado com toda a estrutura necessária. Fico feliz de estar no governo no período dessa celebração e fazer parte dessa parceria”, disse a governadora.

O público também cantou e dançou com os shows de Fabricia e do Bicho Terra, grupo que vai representar a cultura maranhense, na próxima semana, em uma feira de turismo em Paris. Na abertura da noite, Fabricia fez uma viagem pela sonoridade carnavalesca, com direito a batidas techno. O Bicho Terra fez a multidão sacudir com sucessos como “Gostosa”, “Bicicleta”, “Costela de Adão” e outros.

Depois de mais de duas horas de shows, a plateia mostrou que ainda tinha muita energia para dançar com Ivete Sangalo. No ritmo da artista, que subiu ao palco cantando a música “Acelera Aê” e afirmando a alegria de estar em São Luís participando do aniversário da cidade, o público cantou e dançou ao som de grandes sucessos como “Festa”, “Cadê Dalila”, “Berimbau Metalizado”, “Pais Tropical”, “Flores”, “Na Base do Beijo”, “Desejo de Amar”, “Qui belê” e “Pensando em Nós Dois”. A cantora apresentou, ainda, a canção “No brilho desse Olhar”, que está no CD que ela lançará mês que vem.

Em diversos momentos do show, Ivete Sangalo externou seu amor por São Luís. “Eu escrevi uma história junto com São Luís. É uma história que se confunde, de amor e sucesso. Tudo que construí tem muito de São Luís, desde a Banda Eva que venho aqui fazer shows. Eu não demoro tanto voltar a São Luís. E ser escolhida para ser uma das artistas que estariam aqui comemorando os 400 anos dessa cidade me deixa muito honrada”, declarou.

Em entrevista à imprensa, Ivete Sangalo afirmou achar lindo o modo como os maranhenses tratam seu folclore e sua cultura, a maneira como sabem receber os visitantes e se tratam mutuamente. “São Luís 400 anos de muita sorte, muito desenvolvimento e de mais força cultural dentro dessa ferveção que é o Brasil”, disse a cantora, destacando ainda que tem uma coisa que ela ama em São Luís, que são os azulejos. “Eu queria que minha casa toda fosse de azulejos de São Luís”, ressaltou. 

Uma das mais importantes artistas da música brasileira na atualidade, com mais de 5,5 milhões de CDs e DVDs vendidos no Brasil e no exterior, Ivete Sangalo subiu ao palco acompanhada da Banda do Bem e de seis bailarinos. O espetáculo incluiu, ainda, um figurino especial e projeções no painel de LED inspiradas nas do show que marcou a gravação do seu CD e DVD Multishow Ao Vivo - Ivete Sangalo no Madison Square Garden.

Público

Um público de mais de 100 mil pessoas, segundo a Polícia Miliar, lotou a área de shows na Lagoa da Jansen. E quem chegou cedo para curtir o show e pegar um bom lugar não se importou com a espera. “O show de Ivete foi lindo, valeu apena chegar cedo e ficar bem perto do palco para acompanhar as músicas”, disse Claudia Helena dos Santos, que informou ter chegado à Lagoa por volta das 14h, acompanhada da irmã e da cunhada.

Ela disse que é fã da Ivete deste o iniciou da carreira da cantora, mas é a primeira vez que assistia a um show dela. “O governo está de parabéns por proporcionar a milhares de maranhenses, e até a pessoas de outros estados, participar, de graça, de shows de artistas tão bons”, completou.

Até quem foi ao local para trabalhar não resistiu ao som de Ivete Sangalo e também dançou e cantou muito. Foi o caso de Cleilson Campos e sua esposa Jackeline Campos, que venderam pipoca no local e se encantaram com a apresentação. “É bom demais estarmos aqui, trabalhando e curtindo uma cantora tão famosa”, disse Jackeline, que está grávida de três meses do primeiro filho do casal.

E a programação de shows continua nos próximos sábados. No dia 22 subirão ao palco da maranhense Rita Beneditto e da dupla Zezé di Camargo e Luciano; e no dia 29, será a vez da Marrom Alcione e do sambista Zeca Pagodinho.

Segurança

Para garantir alegria e tranquilidade na festa, foi montada uma arena de shows de 35 mil metros quadrados. E visando a maior comodidade do público, toda a área é interditada nos dias de shows e apenas pedestres têm acesso.

No local, estão disponíveis os serviços de videomonitoramento policial com câmeras e torres de observação em pontos estratégicos. Estão presentes homens do Grupo Tático Aéreo, Defesa Civil, cavalaria da Policia Militar, Corpo de Bombeiros, Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte, Blitz Urbana. Há, ainda, plantão de delegacia, serviço de achados e perdidos e um hospital de campanha para atendimentos necessários.

De acordo com o tenente coronel Jorge Luongo, o show foi considerado tranquilo, tendo sido registrados pequenos delitos, como furtos de celulares e documentos, sendo que a polícia agiu rápido, detendo suspeitos de cometerem os atos. “O show atraiu uma multidão de mais de 100 mil pessoas, mas a maioria veio com o espírito de participar da festa pacifica e ordeiramente. Por isso, podemos dizer que tanto a chegada quanto a volta para casa foram tranquilas”, declarou.

O tenente coronel Luongo reforçou que, em eventos de grande porte e que reúnem multidões, o público deve tomar cuidados redobrados. Entre as dicas, ele chama a atenção para não levar objetos de valor ou usar jóias; não levar bolsa, andar só com o dinheiro suficiente e ficar sempre atento a tudo que ocorrer ao seu redor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos