Governadora Roseana e ministro Fernando Bezerra inauguram Superintendência da Codevasf no Maranhão




O Maranhão ganhou mais um instrumento de desenvolvimento e combate à pobreza extrema com a abertura da 8ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). A inauguração, feita pela governadora Roseana Sarney, ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra e pelo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, ocorreu nesta segunda-feira (24). Na solenidade, foi empossado o superintendente da regional, João Batista Martins.

A nova Superintendência vai impulsionar as ações nos 149 municípios do Maranhão, que fazem parte das bacias do Itapecuru, Mearim e parte maranhense da Bacia do Parnaíba. Roseana Sarney destacou que, para o Maranhão, essa é uma grande conquista.

“Este é um órgão muito importante para o desenvolvimento, principalmente, para ações que vão direto às comunidades menores, que mais necessitam, como estradas vicinais, diques, barragens, irrigação e água”, destacou. Ela disse ainda que a companhia vai possibilitar maior parceria com o Governo Federal. 

O ministro destacou que a instalação da superintendência no Maranhão significa mais investimentos, desenvolvimento e mais integração do Governo do Estado com o Ministério. “A Codevasf é uma agência de desenvolvimento focada na irrigação, mas focada também na instalação de infraestrutura hídrica, como barragens adutoras, poços artesianos e apoio aos arranjos produtivos locais. Portanto, se inaugura um novo momento no Maranhão e nós queremos ser parceiros do povo maranhense na promoção do seu desenvolvimento”, disse.

Estão previstos para o estado mais dois escritórios de apoio da companhia, um em Bacabal e outro em Balsas. Fernando Bezerra destacou que essa é uma conquista política do Maranhão, que teve o empenho da bancada na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. “O empenho e a garra da governadora Roseana Sarney também foram importantíssimos para estarmos aqui entregando as instalações provisórias e instalando a 8ª Superintendência do órgão”, ressaltou o ministro.

Participaram da solenidade os secretários de Estado Agricultura e Pecuária, Claudio Azevedo; e de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, Fernando Fialho; presidentes da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, e o do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Glaucimar Gomes; diretor da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Jair Vieira; deputados federal Carlos Brandão e estadual Fábio Braga; além de diretores da Codevasf e prefeitos.

Impulso ao desenvolvimento

A criação da Superintendência vai ajudar o estado do Maranhão a desenvolver suas potencialidades regionais, incentivando a agricultura irrigada e a piscicultura, e contribuir para a melhoria dos indicadores sociais com a implementação de programas de governo, como o Água para Todos, além de ações de saneamento. Inicialmente, a Codevasf ocupará um prédio provisório na Avenida dos Holandeses, no bairro Calhau. O edifício definitivo, que fica no Centro, foi cedido pelo Ibama e passa por obras de adequação das instalações.

A Codevasf representa um novo instrumento institucional para a promoção do desenvolvimento territorial do Maranhão. O superintende regional, João Martins, disse que acredita que a empresa vai funcionar como um catalisador de oportunidades, por meio da implantação da infraestrutura necessária para alavancar a produção rural e alcançar resultados significativos no combate à pobreza extrema no estado.

Um dos projetos que será desenvolvido pela Codevasf, anunciado durante a solenidade, é o de construção de Diques da Baixada Maranhense, um anseio antigo da população. O presidente da companhia informou que o projeto deverá ser incluído no PAC emergência.

“Vamos tentar trazer para o estado também um Centro de Estudo Pesqueiro e Aqüicultura. São muitas ações e esperamos ajudar essa gente e este povo querido do Maranhão”, destacou Elmo Vaz. Com a instalação da Codevasf em São Luís a companhia amplia sua atuação de 36, para 149 municípios, quase 80% da área geográfica do estado. 

QUADRO

AÇÕES DA CODEVASF NO MARANHÃO

Na área de esgotamento sanitário: São R$ 99,3 milhões - recursos do PAC -, que a Codevasf, em parceria com o governo estadual, está aplicando para beneficiar 75.366 maranhenses que habitam zonas urbanas de municípios com população de até 50 mil habitantes, uma ação que promove a melhoria das condições sanitárias locais, a conservação dos recursos naturais e a eliminação de focos de poluição, entre outros benefícios.

Ações do Água para Todos: No âmbito do programa Água para Todos o investimento previsto até o final desse ano é de R$ 21 milhões para instalação, em parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), de 4.302 cisternas, que têm capacidade para armazenar até 16 mil litros de água, atendendo a 21.510 maranhenses numa primeira etapa e propiciando às populações melhores condições para enfrentar os longos períodos de estiagem armazenado a água da chuva captada dos telhados das casas. Até o momento já forma instalados 749 cisternas nos municípios de Matões do Norte, Cantanhede, Codó e São Mateus.

Arranjo Produtivo Local: O estado do Maranhão receberá ações do Plano Brasil Sem Miséria, por meio do Programa Desenvolvimento Regional, Territorial Sustentável e Economia Solidária, que visa à inclusão produtiva da população em situação de vulnerabilidade social e pequenos produtores. O programa é uma ação do Governo Federal, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional e com execução pela Codevasf em sua área de atuação.

Outras ações: O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), está negociando com a Codevasf a inclusão de outros 21 municípios nas ações de abastecimento, o que estenderia as ações a mais 31,6 mil maranhenses.

Além disso, a Codevasf tem recursos já empenhados de cerca de R$ 26 milhões para obras de infraestrutura - como pavimentação asfáltica, estradas vicinais, barragens e açudes, entre outros - provenientes de emendas parlamentares de 2011 e 2012, que deverão beneficiar aproximadamente 183 mil habitantes de 19 municípios.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos