Aliança PT/PMDB deverá se repetir em boa parte do estado do Maranhão.

Aliança PT/PMDB deverá se repetir em boa parte do estado do Maranhão.

Lideres das duas legendas trabalham para consolidar a coligação em São Luis, Pinheiro, Caxias, Ribamar e Balsas; nos demais, terão pacto de não agressão.




 A aliança PT/PMDB, que elegeu a governadora Roseana Sarney (PMDB) em 2010, deve ser repetida em 2012 na maioria dos municípios maranhenses. Em São Luis por exemplo, caso o vice-governador Washington Oliveira vença as prévias do PT, o PMDB deverá indicar o seu companheiro de chapa na disputa pela prefeitura. Essa dobradinha se repetirá em várias outras cidades, seja com PT, seja com o PMDB encabeçando a chapa.


  A aliança e defendida tanto pelas lideranças do PMDB quanto as do PT, inclusive para se consolidar nas eleições de 2014. Washington Oliveira trata diretamente com o secretário de Articulação Política, Hildo Rocha, sobre a consolidação desta coligação.


 “Coloquei a ele que seria importante repetir a aliança. Nós estamos conversando. Cada município é um caso. Vai haver municípios em que vamos sair juntos e em outros separados. Estamos visando principalmente 2014”.


 Argumenta o vice-governador. Washington Oliveira destacou que a união entre PT e o PMDB é mais do que um esforço político que está sendo concretizado neste momento. Para ele passa por uma maturidade político-partidária que vem sendo respaldada no Maranhão pelas lideranças políticas. 

Para Hildo Rocha a formação da coligação PT/PMDB na maioria dos municípios fortalecerá o projeto de 2014. “Até junho este projeto estará confirmado em vários municípios”, disse Rocha. Além dele trabalha pela aliança o secretário de Assuntos Especiais do governo Roseana Sarney, senador João Alberto de Sousa (PMDB)

Em São Luis, o PMDB já tem até nomes para compor uma eventual chapa com Washington Oliveira. “Dentro das circunstâncias, o engenheiro Fernando Fialho e a vice-prefeita Helena Dualibe são opções do partido” Frisou o senador, na última entrevista a O Estado.

Nos grandes municípios, além de São Luis, onde a coligação PT/PMDB só depende da confirmação do nome de Washington Oliveira, os dois partidos devem se coligar também em Pinheiro, com o PT indicando o vice do ex-prefeito Filuca Mendes (PMDB).

As lideranças dos dois partidos ainda trabalham também pela efetivação da coligação em Caxias, São José de Ribamar, Açailândia, Balsas, Santa Inês e Bacabal. Em alguns municípios, como Imperatriz, a aliança é mais complicada. Na Princesa do Tocantins, o candidato do PMDB deve ser Ildon Marques (PMDB), mas o PT deve coligar-se com outro partido ou lançar candidato próprio.

Para Hildo Rocha e Washington Oliveira, ainda há espaço para articulações em São José de Ribamar, por exemplo. Lá, o PT tinha como candidato Arnaldo Colaço que trocou a legenda pelo PSB. Melhor para o prefeito Gil Cutrim (PMDB), que agora tem espaço para negociar diretamente a coligação. Em Balsas, o candidato do PMDB é o ex-deputado Chico Martins, que também aposta na aliança com o PT, embora o partido ainda insista na candidatura da suplente de deputada Fransuíla Soares.

Em Caxias, A aposta do PMDB é Paulo Marinho Júnior. O PT tem como opção Pimentel, mas há, ainda que remota, a possibilidade de reedição da aliança.

Os lideres de PT e PMDB vão trabalhar até junho para garantir para garantir a formação de alianças. Onde não houver possibilidades, haverá, pelo menos, o pacto de não agressão entre as duas legendas.



Marco Aurélio D’Eça

Da editoria de Política

O Estado - 12/02/12

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos