Programa do MDS investe R$ 48,8 milhões em cisternas no Maranhão



Famílias da área rural que vivem em situação de extrema pobreza serão beneficiadas com a construção de cisternas e microaçudes. Oconvênio também determina a capacitação dos usuários na conservação e no manuseio da água

              O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) assinou convênio com o governo do Maranhão para a construção de11,5 mil cisternas de consumo, 900 de produção e 1,4 mil microaçudes até o final de maio de 2013. Pelo acordo, que beneficiará famílias extremamentepobres, serão investidos R$ 48,8 milhões: R$ 44,3 milhões são do MDS e o restante (R$ 4,5 milhões) do estado. A ação faz parte do Programa Águapara Todos, que integra o Plano Brasil Sem Miséria. “Cada cisterna (de consumo e produção) beneficia uma família e o microaçude atende a duas”, dizo coordenador-geral de Acesso à Água do ministério, Igor Arsky.

O convênio determina a capacitação da família para o uso da água armazenada. “Esse projeto foi construído dentro de uma perspectiva deemancipação social. Ou seja, além do benefício da disponibilidade de água, estamos preocupados com o processo de implementação da política entreos beneficiários”, assinala Arsky. “Toda a metodologia requer o envolvimento das famílias que se comprometem com a escavação do buraco e seenvolvem em mutirão de construção. Isso traz para elas um sentimento de conquista, de autoestima elevada.”

As famílias recebem ainda treinamento para o manuseio da cisterna. “Elas aprendem como cuidar, tratar e usar a água para o consumo e a produção. Também recebem noções de higiene e de saúde”, acrescenta o coordenador-geral. Segundo ele, os beneficiados são identificados pelo Plano Brasil Sem Miséria. “São famílias extremamente pobres, da zona rural, que estão no Cadastro Único de programas sociais do governo federal e que foram identificadas pelo recente censo do IBGE.”

Objetivo - O Programa de Cisternas, promovido pelo MDS e que integra o Plano Brasil Sem Miséria, tem o principal objetivo de garantir a segurançaalimentar e nutricional dos beneficiados. Ele é voltado à população do Semiárido que sofre com os efeitos da seca prolongada. Com recursos do MDSjá foram construídas, desde 2003, 414 mil cisternas e 10.174 unidades para apoio à agricultura familiar.

A cisterna de consumo usada no programa do MDS consiste em um tanque que permite armazenar 16 mil litros de água, o suficiente para o uso de umafamília de cinco pessoas durante o período da seca. É construída com placas de cimento que capta a água da chuva do telhado que é escoada paraos reservatórios. Assim como os microaçudes, a capacidade da cisterna de produção varia de acordo com a região e condições climáticas. Os microaçudes servem para apoiar a agricultura e a pecuária familiar.


Adriana Scorza
Ascom/MDS
(61) 3433-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa
09/01/2012 13:45

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos