Há mais de 40 anos reclamando… Nunca apresentaram uma solução???


Há mais de 40 anos reclamando… Nunca apresentaram uma solução???



Desde que vi morar no Maranhão sempre escutei que a oligarquia Sarney domina o Maranhão há 40 anos. Sabe que esse papo às vezes perturba o juízo de qualquer um, principalmente por sabermos que sempre teve o lado opositor a essa oligarquia.

Escuta-se falar de IDH, analfabetismo, estado mais pobre e tudo que não presta, nos discursos desses opositores, que já exerceram diversos cargos eletivos no executivo estadual e municipal, no legislativo municipal, estadual e no Congresso Nacional.

Vamos citar alguns casos para que não fique no blábláblá. São Luís é governada pela oposição há mais de 25 anos, por que não apresenta índices de melhoras e modelos de gestões inovadores que servisse de exemplo para a oligarquia? Vamos mais adiante. Caixas, Imperatriz, Matões etc. são governadas por opositores, cadê o modelo de gestão de diferencial que possa servir de modelo para o Estado?

Tai… Um excelente desafio aos “sabidos” da oposição maranhense. Sabe-se que vão realizar um encontro em Pedreiras, onde estarão todas as grandes lideranças da dita oposição, para discutir sobre candidaturas, principalmente a de São Luís… Deixo um desafio aos papas: Dêem a solução de imediato para a educação infantil que é de responsabilidade dos municípios e que é base para o seguimento do aluno até a universidade, principalmente no que tange a alfabetização… Vamos lá!!! Dêem a solução!!! Não adianta reclamar!!! Queremos a solução!!!

Na verdade, Vossas Excelências não têm conhecimento de causa para debater sobre um assunto como esse, apenas se restringiram suas vidas a reclamar, sem que dêem qualquer tipo de solução, isso há 40 anos na oposição!!!

É preciso saber se educar e, assim, compreender de onde tudo vêm mais óbvias se tornarão as coisas e aí você começará a ver as ilusões por todos os lados. A verdade é uma só, mas é como um diamante tem inúmeras facetas. Cada ser humano enxerga a faceta que for capaz de compreender. O problema é achar que uma só faceta seria a verdade em sua completude e simples complexidade.

É preciso, e precioso, que cada vez mais, todo tipo de conhecimento, tanto os que nos agradam como os que não agradam estejam disponíveis. Isso, para oportunizar o livre arbítrio à experiência da vida, para que as pessoas tenham a liberdade de escolha à luz da verdade.

Vale questionar: Caramba!!! Os caras estão aí há mais de 40 anos… Nós só ficamos reclamando há mais de 40 anos e não demos uma solução e olha que governamos a capital e as mais importantes cidades do Estado e não apresentamos nada modelar???

Comentários

  1. Olá amigo Abimael, você deu uma porrada e, eu fiquei escutando. Até a eleição próxima passada, eu militei nas Ruas distribuindo material dos Candidatos do PC do B, fiz a minha casa de Comitê, 30 metros quadrado só dava Flavio Dino, eu queria que fosse Flavio Dino o Governador, eu não estou arrependido, apenas comentando os fatos. Este ano, aproxima-se a campanha para prefeitos e vereadores. Não vou mais para as ruas distribuir santinhos vou descansar. Porque agora não é só polícos que estão roubando, quando vejo defronte da minha casa um exército de pessoas que não são pescadores e, estão legalizados para receber seguro desemprego; eu me pergunto, isso está correto? Quem é conivente com essa ação está agindo pelo bem ou pelo mal? Abraços. Reinaldo Cantanhêde Lima

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentando os Fatos, uma nova forma de divulgar conteúdo com credibilidade.
Os nossos esforços se concentram no sentido de acrescentar ao nosso publico informações diferenciadas, aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado, noticias todos divulgam, o diferencial da informação está aqui em Comentando os fatos, credibilidade sempre em primeiro lugar.

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini