Policia Civil ouve “consorciados” enganados por lojas de “Compra premiada” em Santa Inês-MA

Policia Civil ouve “consorciados” enganados por
lojas de “Compra premiada” em Santa Inês-MA

Conforme foi informado na edição passada do Agora, em matéria sobre a ilegalidade e supostos golpes aplicados pelas empresas de “Compra premiada” em Santa Inês, a promotora de Defesa dos Direitos do Consumidor, Rosanna Gonçalves, requisitou instauração de inquéritos policiais à Delegacia Regional, para apurar possíveis práticas delituosas dos responsáveis pelas empresas supracitadas, Eletrosorte, Eletrofácil, Eletroforte e Eletromarca. O Delegado do 2º Distrito da 7ª Delegacia Regional, Marconi Matos, ouviu dezenas de pessoas que se dizem lesadas, para substanciar o inquérito.
Marconi se reuniu na tarde de terça-feira, 9, com cerca de 60 pessoas que teriam sido vítimas da Eletromarcas . Na reunião os “consorciados” foram aconselhados a não pagarem mais parcelas do consórcio, já que, as empresas estão sendo alvo de investigação e Ação Civil Pública.
Segundo o delegado, terão prioridade no processo as pessoas que já pagaram todas as parcelas de seus contratos porque, ainda segundo o delegado, é necessário acelerar o inquérito. As outras pessoas lesadas estão sendo ouvidas, cerca de três pessoas por dia. Ao perguntar sobre o valor do prejuízo, o Agora ouviu do delegado que na Eletromarcas ele pode chegar a mais de R$ 100 mil reais. Marconi Matos aconselhou também que as pessoas que ainda tem parcelas a saldarem nessas empresas que estão sendo investigadas, para cancelarem seus pagamentos e prestarem um BO na Delegacia Regional e fazerem parte do processo.






 FONTE:AGORA SANTA INÊS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini