Empresário Paulo Guimarães quer construir o maior shopping do interior do estado em Timon

Empresário Paulo Guimarães quer construir o maior shopping do interior do estado em Timon: "



Na planta acima entregue ao ministério público: A área do shopping seria a quadrada em vermelho. Os traços em azul compreendem a lagoa do sambico


Do blog do Elias Lacerda


O empresário Paulo Guimarães está mesmo decidido a construir um shopping em Timon. Já tem até nome: Cocais Shopping . Na manhã de ontem (23/11) todo um staff de funcionários do empresário formado por arquiteto, advogados e jornalistas do Sistema Meio Norte de Comunicação, esteve reunido com o promotor do meio ambiente, Antonio Borges, descrevendo o projeto que pretende ser executado numa faixa de terras que compreende parte da lagoa do Sambico, às margens da avenida Piauí.


Numa reunião demorada que foi das 11 às 14 horas, o promotor Antonio Borges assistiu a explanação sobre o esboço do projeto. Foi explicado que o terreno do shopping vai abranger as estruturas onde funcionam a Nazária distribuidora de medicamentos, a Gráfica Expansão e entrará na lagoa do Sambico em apenas 5% de sua área.


Com uma foto de satélite tirada em 1967 conseguida junto a Marinha, o arquiteto do projeto mostrou que a lagoa do Sambico é totalmente artificial, pois naquela época ela não existia. Sem a avenida Piauí as águas das chuvas desciam direto para o rio Parnaíba.


Tombada por um decreto que a transformou em área de preservação ambiental ainda na primeira gestão do ex-prefeito Chico Leitoa em 1993, a lago do Sambico é o principal empecilho para construção do shopping. Em sua área, há relatos de que jacarés, cobras jibóias e capivaras utilizam o local como refúgio para sobrevivência.


O promotor Antonio Borges elogiou o decreto feito pelo ex-prefeito, pois sem ele entende que talvez a lagoa não existisse mais. Mas em análise de sua área de abrangência está especificado que seu perímetro incluiu as áreas compreendidas entre a avenida Jaime Rios, Francisco Carlos Jansen, Avenida, Piauí e rua Firmo Gonçalves Pedreira ( a rua do Fio).


“Ruas, casas, estabelecimentos comerciais como o Posto Piauí e até as delegacias da Mulher e Central de Flagrantes, estariam dentro da área de preservação estabelecida pelo decreto, sendo preciso que se elabore um novo decreto delimitando a área da lagoa”, observou o promotor.


Como será o shopping


Diferente dos outros dois shoppings de Teresina, a entrada do Cocais será toda coberta. Contará com 400 lojas e 900 vagas para veículos no estacionamento.


Compensação ambiental


Sabendo dos empecilhos que podem encontrar para conseguir a autorização de construção do shopping no local, o grupo que pretende construir o empreendimento se dispôs a fazer modificações e aceitar sugestões. Como compensação ambiental colocou-se disposto até urbanizar a lagoa a transformando em um parque ambiental agradável com a construção de quadras esportivas, anfiteatro, espaços de convivência para crianças e idosos.


Promotor quer discutir com a sociedade


De posse do esboço do projeto, o promotor Antonio Borges informou ao blog do Elias Lacerda que vai juntamente com o setor técnico do Ministério Público analisar o empreendimento.


Dizendo querer uma ampla discussão com a sociedade sobre o projeto, Borges afirmou que ainda não tem opinião formada sobre o empreendimento.


“Minha preocupação é saber o grau de agressão ambiental e também alagamentos com a construção. Os elaboradores do projeto garantem que não haverá alagamentos com a construção, entretanto vamos nos aprofundar no assunto”, finalizou o promotor.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini