Dois casos de superbactéria são confirmados no MA

Dois casos de superbactéria são confirmados no MA: "

A Superintendência de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou relatório atualizado sobre a incidência no Maranhão da Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC), também chamada de superbactéria.


O Maranhão já tem quatro casos notificados, sendo dois casos descartados, dois casos confirmados e um caso de óbito, que não está diretamente relacionado ao microorganismo e sim, a um conjunto de fatores externos. A vulnerabilidade dos pacientes está relacionada à idade acima de 60 anos, ao baixo mecanismo de resistência do metabolismo, falta de higienização e consumo de remédios sem receita (antibióticos).


De acordo com Arnaldo Garcia, a infecção hospitalar é o mais acessível meio de contaminação da KPC, cuja transmissão é dada por contato físico. Uma das principais medidas que precisam ser tomadas no ambiente hospitalar é o uso exclusivo de equipamentos no paciente infectado até que seja cessada a infecção e o uso de leitos isolados e lavagens freqüentes das mãos, sempre antes e depois de uma aproximação física com o paciente.


O uso discriminado de antibiótico sem orientação médica, provocam reações de resistência aos microorganismos. Ou seja, a superbactéria desenvolveu mecanismos de defesa em relação aos medicamentos, enquanto que, alternativas terapêuticas misturadas aos medicamentos manipulados, dificulta a procura por antibióticos disponíveis para o controle desses microorganismos.


“Contrária à velocidade que cresce o uso de antibióticos de forma inadvertido, as unidades hospitalares têm uma série de dificuldades de itens para higienização do ambiente, dos profissionais e dos pacientes”, informou o superintendente de Vigilância da SES, Arnaldo Garcia. “É importante que as unidades hospitalares tenham laboratórios microbianos, responsáveis pela identificação dos microorganismos. No Brasil, dois terços dos medicamentos consumidos são comprados sem receita médica”, concluiu Arnaldo Garcia.


Medidas de controle


A SES adotou, por meio da Vigilância Sanitária do Estado, o cronograma de intensificação de inspeção e fiscalização das Unidades de Saúde com leito de UTI (ao todo, são 17 na capital e 5 no interior); vai coordenar as ações intersetoriais; a aplicação da resolução da ANSIVA RDC nº 42/2010 sobre a solução alcóolica gel RDC e a nº 44/2010 sobre a retenção de receitas na venda de antibióticos.


Além disso, será feito o envio de amostras laboratoriais de confirmação para o Lacen – MA que as enviará para FICORUZ – RJ para o teste de biologia molecular. Realização de seminários e estoque de medicamentos na rede de hospitais para atender a demanda.


Contudo a disseminação de informações sobre o perigo de uso de medicamento sem precauções médicas, abrange programas do Governo do Maranhão, como por exemplo Educanvisa, que abrange a rede de ensino nos níveis da educação infantil, fundamental e média. O objetivo a Educanvisa é conscientizar a sociedade sobre o perigo de se automedicar.


Central de Notícias



Leia mais...


"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos