Clientes denunciam na polícia "golpes" que teriam sido dado pelas empresas EletroMarcas e EletroSorte em Santa Inês

Clientes denunciam na polícia "golpes" que teriam sido dado pelas empresas EletroMarcas e EletroSorte em Santa Inês
 
Polícia e MP vão investigar golpe contra consumidores



A empresa de compra programada ELETROSORTE localizada na Rua Nova e ELETROMARCAS localizada na Rua do Sol, fecharam suas portas e deixaram muitas pessoas no prejuízo. Parecido com um consórcio, as empresas vendiam todo tipo de eletrodomésticos. A forma de pagamento era sempre a mesma: financiamento, com uma entrada e prestações conforme o valor da mercadoria escolhida, sendo que, a partir da quarta prestação paga, o cliente receberia seu aparelho. Mas não foi isso que aconteceu com muitos clientes que se dizem lesados pela Eletrosorte e Eletromarca que não receberam seu dinheiro de volta e nem a mercadoria adquirida.
Segundo depoimento de uma das vitimas que foi parar na Delegacia de Polícia de Santa Inês na manhã de ontem, quarta-feira, que prefere não ter seu nome revelado, ela diz que fez o consórcio pela ELETROSORTE sendo que o mesmo foi quitado em setembro, totalizando R$ 3.800 (três mil e oitocentos reais). Até então o responsável seria o senhor Evaldo, sendo que o mesmo teria passado para um "tal" de Aurélio. Segundo a vítima, várias contas lhe foram passadas para que ela depositasse o dinheiro. Perguntamos se ela não tinha desconfiado de tantas contas repassadas e ela respondeu que sim, mas como sempre havia várias pessoas neste consórcio, achou que era de confiança. "Eu já depositei dinheiro na conta de Evaldo, Rosilene Bonfim dos Reis e Maria das Graças Vieira, até desconfiei de contas diferentes todas as vezes que era para ser depositado, mas como eu sempre via cada vez mais, pessoas entrando no consócio, achei que era de confiança" relata a vítima. Muitas pessoas registraram (BO) Boletim de Ocorrência, na polícia mas os proprietários das empresas não foram mais encontrados na cidade.
A nossa equipe de reportagem foi até os locais onde funcionavam as empresas, mas não conseguiu encontrar ninguém para falar sobre o assunto, e as empresas continuam de portas fechadas, inclusive já foram tiradas até as logomarcas das paredes dos prédios onde elas funcionavam. Na delegacia não querem falar sobre o golpe ainda, mas informaram que está sendo investigando o paradeiro dos empresários. Enquanto isso as pessoas que tiveram prejuízo ainda esperam por justiça, "por mais que ela venha um pouco tarde".A reportagem apurou também que o MP em Santa Inês já entrou no circuito e que providências estão sendo tomadas.
O que resta saber é se a ELETROSORTE e ELETROMARCA estão em nomes de laranjas e se estiverem, descobrir os verdadeiros donos para serem responsabilizados pelos crimes: contra o consumidor, contra fé publica, falsidade ideológica e sonegação fiscal, disse uma autoridade ao Agora.



EletroMarcas e EletroSorte fecham as portas e deixam clientes no prejuízo



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos