‘Serra é candidato Xuxa: na campanha dá beijinho; depois é tchau, tchau’, diz Lula no Pará

‘Serra é candidato Xuxa: na campanha dá beijinho; depois é tchau, tchau’, diz Lula no Pará: "

Ananindeua (PA) – O presidente Lula estimulou nesta quinta-feira a luta de classes durante comício em Ananindeua, no Pará, ao lado da presidenciável petista, Dilma Rousseff, e da governadora Ana Júlia Carepa (PT), candidata à reeleição.


Dilma, Ana Júlia e Lula PA: eleitor deve ter cuidado com candidato "Xuxa"


Lula disse que Dilma é vitima de acusações insufladas por parte de uma elite que, no passado, ficou contra ele e contra figuras ilustres da História política brasileira, como Ulysses Guimarães, Tancredo Neves e João Goulart.


Irônico, ele criticou as promessas do tucano José Serra , entre elas o reajuste de 10% para as aposentadorias e aumento do salário mínimo para R$ 600.


- São promessas de um candidato Xuxa: na campanha, dá beijinho, beijinho e, depois de eleito, é tchau, tchau – afirmou Lula.


No discurso, Lula foi enfático e apelou para que os militantes do Pará e de todo o Brasil ocupem as ruas até 31 de outubro. Repetindo que as elites são responsáveis pelas acusações injustas a Dilma, Lula disse que estão transferindo para a petista o ódio acumulado contra ele.


- As acusações que estão fazendo a ela é de uma parte da elite que fazia as mesmas acusações ao Ulysses, ao Tancredo Neves, às Diretas Já, a mim em 89, a mim em 94, a mim em 98, fizeram em 2006 e agora estão fazendo contigo a mesma coisa. Essa gente não se conforma que um torneiro mecânico faça mais e melhor que eles. Estão transferindo para você o ódio que acumularam contra mim – afirmou Lula, sem citar o nome de Serra em nenhum momento.


Tanto Lula quanto Dilma evitaram, nos discursos, abordar temas polêmicos como aborto e religião. Mas o PT levou para o palanque o pastor Samuel Câmara, da Assembleia de Deus, e políticos ligados aos evangélicos, como o senador Magno Malta (PR-ES). Dilma evitou a palavra “aborto”, mas citou Deus em seu discurso.


- Serei eleita se Deus quiser e a força de vocês me conduzir.

Ela conclamou os eleitores a darem sequência ao projeto do presidente Lula e alertou que eles devem usar a memória e comparar as vantagens no seu cotidiano desde que o PT assumiu o governo.


- Vocês têm boa memória, ninguém é esquecido, todo mundo lembra como o Brasil era. Todo mundo lembra quando as pessoas não tinham emprego. Eles [do PSDB] criaram uma categoria de gente, os ´inempregáveis´. A culpa, segundo eles, era do povo. Prestem atenção nas promessas, são promessas que eles nunca realizaram antes. Prestem atenção que nós aparecemos nessas eleições apresentando o que já fizemos – discursou.


(Com informações de O Globo).

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos