Previdência identifica quadrilha que fraudava benefícios no MA

Previdência identifica quadrilha que fraudava benefícios no MA: "


A Força-Tarefe Previdenciária do Maranhão desencadeou, nesta quinta-feira (7), a Operação Asilo, com o objetivo de reprimir o crime previdenciário no Maranhão. Estão sendo cumpridos 11 mandados em São Luís e Barreirinhas. Participam da operação 30 policiais federais e dois técnicos do Ministério da Previdência Social. A Força-Tarefa é composta, ainda, pelo Ministério Público Federal.


De acordo com as informações divulgadas pela Previdência Social, dos 11 mandados, quatro são de busca e apreensão e sete de intimação. A Previdência Social conseguiu, após uma investigação que ocorre desde o mês de maio, flagrar uma quadrilha que estava cometendo vários crimes previdenciários, causando um prejuízo de R$ 2.246.695,59 aos cofres públicos. Ela é formada por beneficiários do INSS, laranjas, agenciadores de benefícios e promotores de crédito e agia nos municípios de Urbano Santos, Belágua, Tutoia, Itapecuru-Mirim e Barreirinhas.


Para investigar os crimes, foram analisados 183 benefícios, tomados por amostragem. Foram identificadas várias irregularidades como utilização de documentação falsa;pensões por morte concedidas sem o registro de óbitos no sistema da Previdência; datas de óbitos divergentes;benefícios concedidos com endereços no interior do Estado e transferidos no mesmo dia para endereços dos envolvidos;endereços divergentes; pensões por morte concedidas para cônjuges sem comprovação do casamento; abertura de contas em agências bancárias da capital em nome de pessoas residentes no interior;grande volume de benefícios com endereço residencial idêntico aos utilizados pelos envolvidos; e contratação suspeita de empréstimos consginados.


Imirante

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos