Oposição maranhense na UTI

Oposição maranhense na UTI: "

do Maranhão Maravilha





A oposição no Maranhão passou 47 anos dizendo que a miséria do Estado é culpa da família Sarney. Com esse discurso, a oposição chegou ao poder.


Ao chegar ao poder, em vez de mudar o discurso e mostrar trabalho, ficou 7 anos na administração estadual, cantando a mesma ladainha – “joga pedra no Sarney”.




Trabalho que é bom ninguém viu. Zé Reinaldo foi um dos piores governadores do Maranhão e alcançou um índice de reprovação popular superior a 80%. No seu governo, surgiu o escândalo das estradas fantasmas que ligava o nada a lugar algum. Não sendo o bastante, foi um tempo difícil para os servidores públicos que chegaram a perder gratificações e os órgãos públicos sofreram com o contingenciamento de dinheiro público. Alguns órgãos não tiveram dinheiro nem para adquirir coisas básicas como papel higiênico.


Mesmo assim, Zé Reinaldo conseguiu eleger o sucessor, todavia, a Justiça Eleitoral cassou o mandato do novo governador por entender que houve abuso de poder. Jackson Lago caiu sem deixar saudade. Por que não deixou saudade?


Não deixou porque cortou gratificações dos servidores públicos, entrou em guerra jurídica contra a Defensoria Pública, contra os Delegados e contra os Professores. Por não cumprir decisões judiciais, deixou o orçamento do Estado bloqueado por quase 4 meses. Com isso, aqueles que prestaram serviços para o Estado passaram a ter dificuldades financeiras, pois o dinheiro estava bloqueado.


Além disso, Jackson Lago quebrou o contrato firmado com o Bradesco. Ou seja, este banco comprou o Banco do Estado do Maranhão e ficou com a administração das contas salários dos servidores públicos. Todavia, com a quebra de contrato, esse ativo foi para o espaço. Isso assustou os investidores, pois a falta de segurança jurídica ficou demonstrada. Para piorar tudo, Jackson Lago se aliou ao MST e trouxe ao Maranhão o camarada Hugo Chávez. Não poderia dar em outra, as siderurgicas foram embora e outros tantos investimentos importantes.




Para piorar tudo, quando foi cassado pelo TSE, Jackson Lago demonstrou que o Maranhão tinha cerca de R$ 400 milhões em reservas. Estas passaram a ser distribuídas rapidamente a fim de inviabilizar um futuro Governo da Roseana Sarney. Até o trânsito em julgado, Jackson Lago distribuiu reservas através de convênios com prefeitos e pagamento de servidores aliados.


O “pacote de bondade” só ajudou a destruir o Jackson Lago, pois deu a imagem de irresponsabilidade administrativa e a imagem de criação de um caixa de campanha que não estava sendo utilizado em benefício da população. Ou seja, era substancial a reserva do Estado. Mas, para quê? Estado é banco para ter tantas reservas? O grupo do ex-governador não soube responder e a população sentiu falta desses recursos.



Por fim, Jackson Lago, quando foi cassado, tentou permanecer no Palácio dos Leões juntamente com o MST. Esperava com isso ter o apoio popular e ganhar a mídia. Mas, o povo foi indiferente a essa movimentação toda e de nada adiantou a guerrilha que tentaram fazer de forma patética e arbitrária.


Diante de tamanho fracasso da oposição, Roseana Sarney assumiu o governo. Recuperou a maior parte do dinheiro distribuído no “pacote de bondades”, recuperou a confiança dos investidores, pacificou a relação com defensores, delegados e professores, trouxe investimentos para o Estado e reconstruiu o sistema de segurança pública. Ou seja, em pouco tempo, Roseana Sarney conseguiu resolver problemas que a oposição não resolveu em 7 anos.


Não poderia dar em outra, o grupo político liderado pela Roseana Sarney obteve uma vitória esmagadora nas eleições de 2010. A Governadora foi eleita no primeiro turno, a base da oposição na Assembléia e na Câmara diminuiu de tamanho, a posição não conseguiu eleger nenhum Senador, e, por fim, Dilma obteve no Maranhão a maior votação proporcional do país.


Posso dizer que a oposição no Maranhão está em colapso, pois não soube mudar o discurso, não soube governar, não soube atrair investimentos e não soube conquistar a confiança dos servidores públicos. Para arruinar tudo de vez, nas eleições de 2010, a oposição lançou 2 candidatos para Governador do Estado e 3 candidatos para Senador. Só poderia dar em derrota esmagadora.


Se a oposição maranhense quiser algum lugar ao sol, precisa formar um bloco coeso em torno de João Castelo, prefeito de São Luís. Só com uma unidade em torno de João Castelo será possível a oposição alcançar vôos maiores.


Tudo indica que o Grupo Sarney tentará a prefeitura de São Luís com o ex-prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando. É um nome fortíssimo, eis que é competente, tem experiência, administrou um dos maiores municípios do Estado e foi reeleito de forma consagradora. Se Luis Fernando alcançar a prefeitura, será o último suspiro da oposição maranhense.


Assim, se a oposição quer alguma vida, precisa se unir em um único bloco sob a liderança de João Castelo. Só este pode tirar a oposição da UTI. Uma eventual candidatura de Flávio Dino para prefeito de São Luís levará a oposição da UTI para o velório.


Escrito por Ricardo Luís às 15h22


































"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini