Após a derrota nas urnas, PDT quer a “cabeça” de prefeitos

Após a derrota nas urnas, PDT quer a “cabeça” de prefeitos: "





Por Wilson Lima, iG Maranhão


Após o segundo turno das eleições, o PDT maranhense deve passar por um processo de reformulação total. Um processo que irá começar com a mudança de alguns nomes das executivas municipais e pode culminar, até, com a expulsão de prefeitos pedetistas que apoiaram à reeleição da governadora Roseana Sarney (PMDB), no primeiro turno da disputa no Estado (3 de outubro).


Um dos membros da executiva estadual e representante da coordenação de campanha de Jackson Lago (PDT) ao governo do Estado, Clodomir Paz, afirmou que ainda é cedo para falar sobre posicionamentos oficiais do partido, mas confirmou que o PDT passará por uma ampla reformulação.


“Dizer o que vai acontecer com alguns membros é prematuro nesse momento. Não podemos tomar como total, a opinião de um ou de outro. Depois das eleições, vamos reorganizar o partido”, declarou Paz.


Nos bastidores, chegou-se a especular que Lago estaria disposto a pedir a expulsão de pelo menos 20 prefeitos do PDT que apoiaram a candidatura de Roseana. Paz negou que exista qualquer processo no partido de expulsão destes prefeitos.


No entanto, outros membros mais radicais classificaram essa atitude de alguns prefeitos como determinante para o fracasso da candidatura de Lago ao governo Estadual.


Até 2008, o PDT foi alçado com um dos partidos mais fortes no Maranhão. Na época, não somente o partido detinha a prefeitura da capital, São Luís e também passou a comandar o governo do Estado.


Entretanto, após as ultimas eleições municipais, o partido perdeu os principais cargos. Primeiro a hegemonia na prefeitura de São Luís que durava aproximadamente 16 anos. Depois, o governo do Estado, com a cassação de Lago. E agora, com as eleições de 2010, o partido passa a ocupar apenas três cadeiras na Assembleia Legislativa do Estado.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos