Urnas sob tensão em três municípios maranhenses

Urnas sob tensão em três municípios maranhenses: "



do Correio de Imperatriz

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou o envio de força federal para reforçar a segurança em cinco municípios do Maranhão. A decisão foi tomada durante sessão administrativa realizada na noite da última terça-feira, 21, no plenário da Corte. Santa Luzia, São Mateus, Matões do Norte, Alto Alegre do Maranhão e Benedito Leite poderão contar com o auxílio das tropas federais. O pedido de reforço da segurança feito pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) baseia-se em fatos ocorridos em 2008 na maioria destes municípios, onde o processo eleitoral foi marcado por muita violência. O corregedor José Joaquim Figueiredo dos Anjos ressalta que a Justiça Eleitoral espera contar com as Forças Armadas e as polícias para garantir de uma eleição tranquila no dia 3 de outubro.


Nas eleições municipais de 2008, alguns municípios maranhenses presenciaram episódios de grande violência. Benedito Leite foi palco de um dos casos mais lamentáveis. Lá, as eleições foram canceladas, após centenas de pessoas, revoltadas, invadirem seções eleitorais para intimidar eleitores e queimar 16 de urnas eletrônicas pouco antes do término da votação. Os manifestantes chegaram a manter o juiz eleitoral e seu filho como reféns. No dia da votação, 11 soldados do Exército e 10 agentes da Polícia Militar faziam a segurança. Seis pessoas foram presas. As eleições foram retomadas três semanas depois, quando o TSE enviou tropas do Exército para conduzir o pleito com segurança. Segundo a Polícia Militar, os manifestantes estavam revoltados com o cancelamento de um grande número de títulos após uma revisão eleitoral realizada pelo TRE-MA no município.


Em São Mateus, populares teriam ateado fogo em prédios da prefeitura e da Câmara Municipal revoltados com o resultado das urnas, que deram vitória ao prefeito Rovélio Pessoa (PP). Rovélio contou a O IMPARCIAL, na época, ter sofrido ameaças. Com o clima de guerra instaurado na cidade, a polícia local não conseguiu conter os responsáveis pelos incidentes.


Um caso parecido de vandalismo ocorreu em Santa Luzia do Tide. Este, porém, no dia da polêmica posse de Ilzemar Filho (PPS), o Zemar, filho do segundo colocado nas eleições. A juíza da Comarca de Santa Luzia decidiu dar posse a Zemar, porque o candidato eleito, Márcio Rodrigues (PDT), apresentou irregularidades no registro da candidatura. Parte da população, contrária a decisão, iniciou uma manifestação que desencadeou no incêndio da Prefeitura, da Câmara e na destruição do cartório eleitoral. O prefeito empossado, sem documentos e sede, passou a despachar em casa nos primeiros dias de sua gestão. 64 pessoas foram acusadas e processadas pelo incidente.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos