TSE aprova candidatura de Hemetério Weba

TSE aprova candidatura de Hemetério Weba: "


do Blog do Décio

O ministro do TSE Arnaldo Versiani deferiu nesta segunda-feira o registro de candidatura do ex-prefeito de Nova Olinda Hemetério Weba(PV). Ele foi impugnado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) por ter tido suas prestações de contas de 2002, 2003 e 2004 desaprovadas pelo TCE. A Câmara de Vereadores, no entanto, aprovou as contas.



Hemetério: aprovado no TSE


Hemetério teve seu registro deferido pelo TRE em grau de recurso. O MPE recorreu ao TSE. A decisão de Versiani abre brecha para que outros candidatos – Penaldon Moreira (PSC), Raimundo Louro (PP) e, Gildan Medeiros (PP), e Francisco Valbert Ferreira, o Quininha (PRP) – também tenham suas candidaturas aprovadas.


O ministro resume a define a questão em três pontos:


1. Nos termos do art. 31 da Constituição Federal, a competência para o julgamento das contas de Prefeito é da Câmara Municipal, cabendo ao Tribunal de Contas a emissão de parecer prévio, o que se aplica, inclusive, a eventuais atos de ordenação de despesas.


2. A ressalva final constante da nova redação da alínea g do inciso I do art. 1º da Lei Complementar nº 64/90, introduzida pela Lei Complementar nº 135/2010 – de que se aplica “o disposto no inciso II do art. 71 da Constituição Federal, a todos os ordenadores de despesa, sem exclusão de mandatários que houverem agido nessa condição” -, não alcança os chefes do Poder Executivo.


3. Os Tribunais de Contas só têm competência para julgar as contas de Prefeito, quando se trata de fiscalizar a aplicação de recursos mediante convênios (art. 71, VI, da Constituição Federal).”


A defesa do ex-prefeito foi feita pelo advogado Enéas Garcia Fernandes Neto.


Leia aqui a íntegra da decisão.


"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini