TRE proíbe Dilma no programa de Flávio Dino

TRE proíbe Dilma no programa de Flávio Dino: "

O TRE proibiu ontem o candidato Flávio Dino (PCdoB) de continuar usando declaração da ex-ministra Dilma Roussef (PT) em apoio à sua candidatura feita na eleição municipal de 2008. A declaração aconteceu em comício na Praça Deodoro. Na ocasião, a petista disse estar trazendo mensagem do presidente Lula ao comunista.


Flávio Dino sem Dilma Roussef


De acordo com os juízes da Corte, o programa do deputado não deixa claro que a afirmação foi feita quando o comunista era candidato a prefeito de São Luís. Ele foi derrotado pelo tucano João Castelo (PSDB).


O juiz auxiliar da propaganda Nelson Loureiro já havia suspendido a divulgação no rádio. Na TV, o programa coloca uma legenda quase imperceptível informando tratar-se de evento passado. De acordo com os juízes, este tipo de comercial provoca “confusão” na cabeça do eleitor, já que oficialmente Dilma Roussef declarou apoio à candidata Roseana Sarney (PMDB) e não ficou claro no horário eleitoral que o apoio refere-se a 2008.


A insistência de Flávio Dino em mostrar Dilma e Lula em seu programa chega a ser contraditória. Durante convenção que homologou seu nome ao governo do Estado, realizada no final de junho, o presidente foi vaiado (reveja). O comunista assistiu passivamente a manifestação.


Questionado no dia seguinte pela reportagem de O Estado sobre as vaias a Lula, o parlamentar fez pouco caso do fato. “O que gostei muito foi que eu não fui vaiado. Estaria preocupado se eu tivesse sido vaiado”, respondeu (reveja).


Flávio Dino formou a aliança denominada “Muda Maranhão”, formada por PCdoB, PPS e PSB. Os integrantes do PPS apoiam abertamente a candidatura do tucano José Serra à Presidência da República. Serra é o principal adversário de Dilma.



do Blog do Décio
(Com informações de O Estado Maranhão)."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos