Sem votos, Serra quer cassar Dilma no TSE

Sem votos, Serra quer cassar Dilma no TSE: "


do Blog do Décio

O tucano José Serra resolveu tentar sua última cartada. Está pedindo no TSE a cassação da adversária Dilma Roussef (PT) porque os dados fiscais da filha Verônica teriam sido acessados ilegalmente na Receita Federal. Serra acusa o PT de espionagem.


Serra apela ao TSE porque eleição está perdida


É como falar de corda na casa de enforcado. Todo mundo sabe que o PSDB de Serra esteve por trás e pela frente da espionagem que gerou o escândalo Lunus. Em julho passado, antes de vir ao Estado, o ex-governador de São Paulo mandou investigar a vida do repórter Honório Jacometto (TV Mirante/Globo) que o entrevistou na cidade, segundo revelou o blog e nunca foi desmentido. E eles nem tem como desmentir porque Serra faz isso em todo Estado que visita.


Verônica é uma dondoca quatrocentona, que vive à sombra dos pai sabe-se lá fazendo o quê. Ano passado ela ocupou as páginas policiais dos jornalões do país acusada de ter uma sociedade com a irmã do banqueiro Daniel Dantas (preso na Operação Satiagraha), Verônica Rodemburg, em uma firma no exterior (Flórida-EUA).


Também teve estudos pagos entre 1995 e 1997 pela Fundação Educar, pertencente ao Grupo Garantia, dos empresários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. Eles participaram ativamente da privatizações no governo FHC. Eram os donos da Brahma em 1989 quando compraram a Antarctica e formaram a AmBev. Depois uniram-se a uma cervejaria belga, constituindo a InBev, hoje a maior cervejaria do mundo.


Foi a própria Receita Federal quem descobriu a quebra de sigilo de Verônica Serra e denunciou o caso ao Ministério Público Federal. A violação aconteceu em setembro do ano passado, quando Dilma ainda sonhava em ser candidata a presidente. Foi feito pelo contador Carlos Atella Ferreira. Ele afirma ser eleitor de Serra e usou documentos falsos para ter acesso à declaração da dondoca.


Há uma forte suspeita que, na verdade, Verônica foi vítima da guerra interna do pai com o ex-governador de Minas Aécio Neves (PSDB). Na época da quebra de sigilo, Aécio e Serra travavam uma briga de foice no escuro pela indicação à presidência.


Hoje toda a chamada “grande imprensa” repercute o assunto. Tudo para criar dúvida na cabeça do eleitor a falsa impressão de que Dilma pode ser cassada. Com isso, ela cairia nas pesquisa. É nesse factóide que o PSDB se agarra agora para tentar reverter um jogo já quase perdido.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos