Roseana vai intensificar a geração de emprego e renda

Roseana vai intensificar a geração de emprego e renda: "

do JORNAL O QUARTO PODER



Projetos na área de desenvolvimento econômico e de geração de emprego integram o Plano de Diretrizes do novo governo apresentado pela governadora e candidata à reeleição, Roseana Sarney, da coligação O Maranhão Não Pode Parar (PMDB, PT, DEM, PTB, PMN, PTdoB, PRP, PV, PSL, PP, PRTB, PSDC, PTN, PHS, PR, PRB e PSC). Entre as propostas, ações que contribuem para a redução das desigualdades sócio-econômicas, intra e inter-regionais.

De acordo com a candidata, serão trabalhadas políticas públicas alicerçadas no potencial do Maranhão. “Vamos aliar o crescimento econômico às prioridades de melhoria da qualidade de vida, geração de emprego e redistribuição de renda”, assinalou Roseana.

Entre os destaques, a proposta de retomada e conclusão do zoneamento econômico e ecológico do estado para a identificação das potencialidades regionais e prospecção do surgimento de novas tendências de negócios. As ações serão interiorizadas, com ênfase na geração de mão-de-obra capacitada, incentivo à agricultura familiar, à aqüicultura, pesca, agropecuária e à indústria, assim como aos pequenos produtores.

O projeto também contempla a implantação de incubadoras de negócios, especialmente nas universidades e instituições de ensino médio e superior, objetivando o estímulo ao empreendedorismo. Outra ação será o incremento de investimentos em obras de infraestrutura portuária e dos distritos industriais, de forma a potencializar as oportunidades de extensão da atividade econômica no estado. Serão criados ainda incentivos para o financiamento da micro e pequena empresa utilizando recursos do “Simples”.

“Vamos trabalhar em duas frentes. Uma visando a expansão do investimento público e a outra incentivando a iniciativa privada, nos segmentos das atividades econômica com maior potencial no estado”, afirmou a candidata Roseana.



QualificaçãoOutro projeto é a ampliação do programa Meu Primeiro Emprego, criado por Roseana em seu primeiro governo e reeditado com sucesso na atual gestão. Serão realizados também, por meio da educação profissional, programas e projetos que objetivem o aumento da competitividade da economia maranhense.

No campo da agricultura, será priorizado o estímulo à produção local e regional, por meio de arranjos produtivos, facilitação do acesso ao crédito, apoio aos micro e pequenos empreendimentos, associações, cooperativas e outras formas de economia solidária, geradoras de oportunidades de emprego e renda.

As diretrizes também englobam ações que visam a erradicação do trabalho escravo e infantil; e a ampliação das oportunidades de inserção e jovens, mulheres, pessoas com deficiência e idade superior a 40 anos no mercado. Também serão realizadas, em parceria com universidades, estudos e pesquisas ligados ao desenvolvimento econômico e social sustentável.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos