Roseana promete combater a pobreza 'com veemência'

Roseana promete combater a pobreza 'com veemência': "

Wilson Lima, iG Maranhão

Candidata do PMDB também criticou falta de obras estruturantes das gestões Jackson Lago (PDT) e José Reinaldo Tavares (PSB)

Em entrevista concedida hoje pela manhã no jornal JMTV 1ª edição, da TV Mirante, afiliada da Rede Globo no Maranhão, a governadora do Maranhão e candidata à reeleição, Roseana Sarney (PMDB), afirmou que pretende combater a pobreza “veementemente”.


Roseana admitiu que existe pobreza no Estado e declarou que implementou políticas públicas para combater esse problema. Entre essas ações, ela citou programas assistencialistas como o Viva Luz (que paga as contas de luz de famílias carentes), o Viva Água (que paga as contas de água de pessoas pobres) e o Viva meu primeiro emprego (ação de inclusão de jovens do mercado de trabalho). “Com esses investimentos que estão vindo, com R$ 100 bilhões previstos para os próximos cinco anos, eu tenho certeza de que vamos combater essa pobreza como já estamos fazendo”, declarou a governadora.


Ela ainda complementou. “Se nós tivermos a oportunidade de continuar no governo, com certeza essa pobreza vai diminuir e vamos combatê-la com veemência”.


A candidata peemedebista também disse que é necessário estruturar o Maranhão para receber alguns empreendimentos que estão sendo planejados no Estado, como a Refinaria Premium, em Bacabeira e a fábrica de celulose da Suzano, em Imperatriz. “Eu fiquei fora sete anos do governo do Estado do Maranhão, estou há um ano e cinco meses. Quando cheguei, não encontrei nenhuma obra estruturante sendo feita no Estado”, criticou a peemedebista em referência aos governos José Reinaldo Tavares (PSB), entre 2002 e 2006 e Jackson Lago (PDT), entre 2007 e 2009.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos