Ópera-Prima nas mãos de Fátima Travassos…

Ópera-Prima nas mãos de Fátima Travassos…: "



do Marco Aurélio D'Eça

Cabisbaixo, Aderson foi o pivô da Ópera-prima e envovleu os próprios filhos em seus esquemas de corrupção


Depende apenas de decisão da procuradora-geral de Justiça, Fátima Travassos, o encaminhamento do “Caso Ópera Prima” à Justiça.


É a chefe do Ministério Público quem tem o poder de decidir se inclui também o prefeito de Caxias, Humberto Coutinho (PDT), no rol de denunciados, que já conta com o ex-deputado Aderson Lago (PSDB), seus filhos, Rodrigo Lago e Aderson Neto, e o empresário Pedro Rodrigues Cardoso.


Só após decisão de Travassos, o caso será encaminhado ao Tribunal de Justiça.


De acordo com as investigações da polícia, o caso Ópera Prima foi um esquema montado em 2006, pelo então governador José Reinaldo Tavares (PSB), para pagar o que seria um acordo eleitoral de R$ 5 milhões a Aderson Lago.


O dinheiro saiu do governo, passou pela Prefeitura de Caxias e, por meio de uma empresa fantasma, de propriedade de Cardoso, acabou nas contas dos filhos de Lago.


Em troca, de acordo com a polícia, o deputado serviu de laranja na campanha daquele ano.


A polícia indiciou Aderson Lago, Rodrigo Lago, Aderson Neto e Pedro Cardoso, mas considerou que o prefeito de Caxias, Humberto Coutinho, não poderia ser responsabilizado. O Ministério Público considerou equivocada a decisão da polícia e encaminhou o caso à procuradora Fátima Travasos, que decidirá se inclui ou não Coutinho entre os denunciados.


O caso será julgado pelo Tribunal de Justiça porque o prefeito tem foro privilegiado.



"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos