Mulher é presa em supermercado de Santa Inês acusada de tentativa de estelionato



Mulher é presa em supermercado de Santa
Inês acusada de tentativa de estelionato

Foi presa em flagrante na manhã de sábado, Rosivalda Barbosa dos Santos (foto), por tentativa de estelionato contra um supermercado de Santa Inês, segundo informou um delegado que estava presente no local e deu voz de prisão a acusada. Na delegacia as informações são de que Rosivalda teria pedido a uma supervisora de vendas do estabelecimento comercial, auxilio financeiro em nome de uma suposta juíza de nome Cleidivane Viana Sousa, como forma de apoio para os trabalhos de uma ONG, denominada Nossa Senhora da Conceição, sediada na Av Guajajaras em Pindaré. Segundo Rosivalda, a ONG tinha como finalidade, trabalhar na recuperação de dependentes de drogas naquela cidade. Rosivalda inclusive havia mostrado mensagens de celular da suposta juíza para a supervisora do supermercado, confirmando a existência da ONG.
Suspeitando do ato, o delegado que estava na ocasião, pediu para verificar tais mensagens e checou que haviam vários erros de português. O delegado por sua vez, ligou para delegacia de Pindaré para verificar o endereço, nome da juíza, e ficou sabendo que as informações passadas por Rosivalda eram incorretas; não existia o número e nem a entidade que foram informados pela acusada e que a juíza mencionada por ela, nunca teria trabalhado naquela comarca.
Diante de todas as contradições, foi dado voz de prisão para a acusada que diante da situação disse ao delegado que a juíza apenas respondeu pela comarca de Pindaré. Em seguida, disse que ainda não havia informado a juíza que estava usando o nome dela, mas que iria comunicá-la. Em meio a contradições Rosivalda disse que ONG citada por ela ainda não estava em funcionamento, mas que pretendia criá-la. Logo após, sem chances de manter de pé sua história, Rosivalda confessou que era autora da série de mensagens remetidas para o seu próprio celular e abriu todo o jogo, segundo o delegado que lhe deu voz de prisão.
Rosivalda foi encaminhada para a Delegacia Regional onde foi enquadrada por tentativa de estelionato e permaneceu até a noite de ontem, quarta-feira, quando foi liberada após pagar fiança. A quantia pedida por Rosivalda não foi divulgada para imprensa. Com informações da Polícia Civil



Rosivalda Barbosa dos Santos




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini