Maioria dos eleitores não tem candidato a deputado

Maioria dos eleitores não tem candidato a deputado: "







Ainda que já despontem alguns nomes na disputa para a Câmara dos Deputados, como o lamentável palhaço Tiririca (candidato pelo PR) em São Paulo, o fato é que a corrida para a eleição dos 513 deputados da próxima legislatura ainda uma incógnita. Os últimos levantamentos do Instituto Datafolha nos principais estados do país revelam que a grande maioria dos eleitores, faltando menos de duas semanas para as eleições, ainda não sabe em quem votará para deputado federal. Assim, a verdadeira definição do quadro para a Câmara em cada estado dependerá da definição dessa imensa maioria de eleitores ainda em dúvida.


Em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Minas Gerais, Paraná, Bahia e Distrito Federal , o percentual de eleitores que diz ainda não saber em quem votará varia 61% a 71%. O percentual mais baixo é em Pernambuco, e o mais alto é no Paraná.


Em São Paulo, é o bordão de Tiririca que lidera as pesquisas. Ao dizer que “pior do que está não fica”, Tiririca contesta opinião política bem mais abalizada, a de Ulysses Guimarães, que dizia que “cada nova legislatura é sempre pior que a anterior”. De qualquer modo, Tiririca vem conquistando 3% do eleitorado paulista. Ele é seguido por Paulo Maluf (PP) e Márcio França (PSB), citados por 1%. Mas nada menos que 69% dos eleitores paulistas disseram ao Datafolha ainda não ter candidato.


No Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PR), citado por 2%, vem seguido dos craques futebolísticos Romário (PSB) e Deley (PSC). Mas 64% dos eleitores ainda estão indecidos.


No Rio Grande do Sul, Manuela D’Ávila (PCdoB) lidera com 2%. A certeza de que não faltarão nomes para a pelada dos deputados nas noites de terça-feira é marcada no Rio Grande do Sul pela presença do goleiro Danrlei (PTB), com 1%. Mesmo percentual de Paulo Pimenta (PT). Mas 67% do eleitorado ainda não sabe em quem votará.


Em Pernambuco, Ana Arraes (PSB) e o ex-prefeito de Recife João Paulo (PT) têm, cada um 3% das intenções de voto. Inocêncio Oliveira (PR) tem 2%. Mas a maioria – 61% – não tem ainda candidato.


Em Minas Gerais, são lembrados com 1% Reginaldo Lopes (1%), Jaiminho Martins (PR), e Gilmar Machado (PT). Enquanto isso, 64% ainda precisam escolher seus candidatos.


No Paraná, também empatam com 1% Zeca Dirceu (PT), Odílio Balbinotti (PMDB) e Luiz Carlos Hauly. E 71% ainda não sabem em quem votarão.


Na Bahia, ACM Neto (DEM) tem 2%, e Mario Negromonte (PP) e José Rocha (PR) têm 1%. Enquanto isso, o percentual de indecisos é de 64%.


No Distrito Federal, dois nomes despontam muito claramente: Paulo Tadeu (PT) e José Antonio Reguffe (PDT), ambos com 6%. Geraldo Magela (PT) tem 3%. E 63% do eleitorado se declara ainda indeciso.


Do percentual de indecisos, 59% declarou ao Datafolha que vai decidir seu candidato mais perto da eleição. Outros 25% disseram que decidirão nos próximos dias. E 15% outra vez não sabem: não sabem em quem votarão nem sabem quando decidirão sua escolha.


Congresso em Foco

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos