JACKSON LAGO E O ÓBVIO

JACKSON LAGO E O ÓBVIO: "


do Blog do Itevaldo



Era óbvio que o candidato a governador Jackson Lago (PDT) negaria a vontade de conversar com o candidato Flávio Dino (PCdoB). Era tão evidente, que eu também já sabia que o emissário seria Clodomir Paz. Posto coordenador, Paz é aquele que seria muita coisa no governo cassado de Jackson Lago, e acabou sendo nada.


Hoje é bem provável que a coordenação da campanha de Flávio Dino também emita uma nota negando o aceno do pedetista Lago. Nada mais óbvio.


Não disse em nenhum momento que um outro ou outro abriria mão de suas candidaturas ao governo estadual.


Encerro o texto com um pergunta. O jornalista Décio Sá – que reputo ser o repórter com o maior número de fontes jornalísticas ou não no Maranhão – publicou o que ele apurou e o que entendeu como conveniente.


Também sei, assim como qualquer pedra da Avenida Beira-Mar, que o deputado federal Flávio Dino jamais será a opção de candidatura do PDT e de Jackson Lago, caso o pedetista “desista” de sua candidatura, por razões também mais que óbvias.


Caso Lago retire a sua candidatura – tem o recurso no TSE – as duas bandas de correligionários pedetistas de Jackson Lago defendem nessa ordem as candidaturas de Clay Lago (esposa de Jackson), de Edison Vidigal e Roberto Rocha, os dois últimos candidatos a senadores pelo PSDB.


Os pedetistas das duas bandas contam que: “nem em pesadelo Flávio Dino seria candidato deles”. Essa frase foi dita a mim por um dirigente de proa do PDT. Sobre o que pensam pedetistas dos mais variados coturnos sobre o candidato do PCdoB, não posso publicar porque há crianças que lêem o blogue.


A notícia publicada ontem aqui no blogue “Jackson Lago acena para Flávio Dino” é inteiramente verídica. A negação dela é sim tarefa óbvia e comezinha de jackistas e dinistas.


DESAVISO Era dispensável a ação judicial do candidato Flávio Dino contra o jornalista Décio Sá.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini