Ficha Limpa: Roriz já desistiu. E agora Jackson?

Ficha Limpa: Roriz já desistiu. E agora Jackson?: "

Do G1:


Brasília – O ex-governador Joaquim Roriz (PSC) anunciou na tarde desta sexta (24) que desistiu da candidatura ao governo do Distrito Federal e que será substituído pela mulher, Weslian Roriz (PSC). O candidato a vice na chapa continuará sendo Jofran Frejat (PR), o mesmo de Joaquim Roriz.


Casal Roriz durante comemoração de bodas de prata


Em seu site oficial, Roriz publicou um texto intitulado “Manifesto de Roriz ao povo de Brasília”, pelo qual fez o anúncio. “Não posso mais ser candidato. Mas a eleição correrá em meu nome e o povo de Brasília me honrará, elegendo Governadora minha amada esposa, companheira de meio século, Dona Weslian Roriz, competente, honrada, humana e digna. Estarei com ela a cada minuto, da mesma forma que ela sempre esteve comigo, e foi a grande responsável pela alta dose de humanismo dos quatro períodos de governo que chefiei”, diz o texto.


Ele tomou a decisão depois da sessão de julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que terminou na madrugada desta sexta (24). Ele apresentou um recurso contra decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que barrou a candidatura dele ao governo do Distrito Federal.


O TSE baseou a decisão na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de políticos com condenações em órgãos colegiados da Justiça ou que renunciaram ao mandato para escapar de processo de cassação. Em 2007 , Roriz renunciou ao mandato de senador antes que uma investigação fosse iniciada no Conselho de Ética do Senado.


O julgamento do STF terminou empatado em 5 a 5 – metade dos ministros se manifestou a favor da validade da Lei da Ficha Limpa na eleição deste ano e metade se posicionou contrária.


Diante do impasse, o tribunal decidiu suspender o julgamento por tempo indeterminado. Com isso, Roriz não tem a garantia de que a candidatura dele não seria barrada às vésperas ou mesmo depois da eleição. A expectativa é que o STF volte a discutir o assunto na próxima semana.


No “manifesto”, o candidato se defendeu. “Minha ficha é limpa e minha consciência mais limpa do que a consciência dos que me acusam sem provas; [...]Para isso valeu tudo: rasgaram a Constituição; jogou-se no lixo os princípios gerais do Direito; construíram interpretações, e, no meu caso particular, ignoraram que nunca foi aberto contra mim qualquer processo com base “quebra de decoro parlamentar” e jamais sofri condenação transitada em julgado em qualquer esfera do judiciário”, afirmou. Leia mais aqui.

"

do Blog do Décio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini