Adversários atacam propaganda de Roseana em ITZ

Adversários atacam propaganda de Roseana em ITZ: "


do Blog do Décio


Os opositores da governadora Roseana Sarney (PMDB) estão demonstrando total desespero em Imperatriz. Insatisfeitos com os rumos da corrida eleitoral, com a peemedebista em primeiro lugar em todas as pesquisas, eles promovem os mais variados atos de vandalismo contra a campanha da candidata. Nas últimas 48 horas, as ações se intensificaram – num total desrespeito à democracia e às leis em vigência que disciplinam o processo eleitoral.


Cartazes foram pichados e minidoors revirados


Depois que Flávio Dino (PCdoB) chamou a governadora de “onça” e seus aliados de “cara de onça”, em São Domingos do Maranhão, cartazes dos candidatos da coligação “O Maranhão Não Pode Parar (PMDB, PT, DEM, PTB, PMN, PTdoB, PRP, PV, PP, PRTB, PSDC, PTN, PHS, PP, PRB e PSC) apareceram destruídos em Imperatriz. Fotos feitas nesta segunda-feira 27, registraram as marcas deixadas pelo vandalismo: minidoors virados, cartazes arrancados e fotos pichadas.


O Jornal O Progresso, na edição de sábado, 25, trouxe denúncia estampada em sua principal coluna política. O matutino informou que pessoas em um Gol Preto, 4 portas, Geração III, estariam praticando tais atos de vandalismo, retirando os cartazes de Roseana e afixando os dos candidatos Jackson Lago (PDT) e Flávio Dino (PCdoB).


A coligação repudiou, de forma veemente, tais atos, destacando que a campanha do grupo é limpa, pautada em propostas, com intuito de promover o desenvolvimento de Imperatriz e da Região Tocantina. Também lamentou o fato de os adversários não respeitarem a democracia e o direito à liberdade de expressão, tentando tolher a opinião dos que não comungam de suas opiniões – que, na atualidade, representa a maioria.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini