João Alberto à frente de Zé Reinaldo até no JP

João Alberto à frente de Zé Reinaldo até no JP: "

do Blog do Décio

João Alberto tem 22,08% no ex-Ipop


Em primeira mão mais uma vez às 22h50, inclusive na frente da versão online e dos blogueiros do Jornal Pequeno, a pesquisa que o matutino publica na edição desta segunda-feira para o Senado. Segundo o Instituto de Opinião Pública do Piauí, o candidato João Alberto (PMDB) está numericamente à frente do ex-governador José Reinaldo (PSB). O peemedebista tem 22,08% contra 21,62% do socialista. Como a margem de erro do levantamento é de 2,66 pontos percentuais, eles estão empatados tecnicamente.


Mas se levarmos em conta que o Jornal Pequeno faz de tudo pelo ex-governador e a pesquisa teria sido bancada pela Prefeitura de Caxias, comandada por Humberto Coutinho (PDT), aliado do candidato Flávio Dino (PCdoB) e o próprio José Reinaldo, conclui-se ser até maior a vantagem do atual vice-governador do Maranhão. Os números alançam 200% porque são duas vagas ao Senado.


O senador Edison Lobão (PMDB) lidera com 38,15% das intenções de voto. À exceção dele, o ex-Ipop (não pode mais usar esse nome por causa de uma ação do Ibope) mostra números praticamentes iguais aos da Escutec divulgados semana passada em O Estado Maranhão (reveja). Foram ouvidas 1.300 pessoas entre os dias 26 e 27 deste mês. A pesquisa foi registrada no TRE com o número de protocolo 27.173/2010.


Veja os números:

Lobão (PMDB) – 38,15%

João Alberto (PMDB) – 22,08%

Zé Reinaldo (PSB) – 21,62%

Roberto Rocha (PSDB) – 12,38%

Edson Vidigal (PSDB) – 9,85%

Professora Socorro (PSOL) – 4,08%

Paulo Rios (PSOL) – 2,69%

Adonilson Lima (PCdoB) – 1,92%

Noleto (PSTU) – 1,77%

Charles Dias (PCB) – 1,08%

Claudicéia Durans (PSTU) – 1%

Josivaldo Correa (PCB) – 0,77%


Não sabe/não opinou – 59,23%

Nenhum/nulo /branco – 23,38%


Nota: Atualizado às 9h38 para explicar porque a soma da pesquisa alcança 200%.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos