FAZ-SE MILAGRE NA POLÍTICA?!

FAZ-SE MILAGRE NA POLÍTICA?!: "

FONTE:PORTAL HOJE


Milagre na política será que é possível? Onde estaria esta mística de fé e política?

O milagre na política não está, certamente, na conquista por aquele candida-to que ruim nas pesquisas acaba sendo eleito, ou naquele(a) chefe(a) do executivo, que mesmo ten-do feito uma péssima administração termina reeleito(a), ou, ainda, naquele político que mesmo com uma campanha humilde, ou melhor, sem dinheiro, tem sua eleição confirmada pelas urnas. Isso não é milagre!

Não é milagre, por igual, candidato que compra voto, e escapa da condena-ção de cassação de seu mandato, ou consegue burlar a fiscalização eleitoral e distribui contra-cheques graciosos em prefeituras, cestas de alimento, dentaduras, enxoval, sacos de cimento, óculos e consultas médicas, equipes de futebol, lotes de terras, paga débitos, formaturas, e muitas outras coisas. Tudo com único intuito de comprar o seu voto, vinculando às vezes de forma clara ou velada esses ditos “benefícios” a sua candidatura e sua consequente vitória nas urnas.

O milagre não está no candidato que se apropria de verbas públicas para aplicar em sua campanha, e consegue continuar impune, ou naquele político que usando de amea-ças, anota o número de seu título para lhe fazer medo, ameaça servidores públicos, ameaça tirar suas terras, usurpar seu emprego, tirar sua casa, e não se consegue prova para puni-lo. Isso não é milagre!

Milagre na política acontece quando a verdade se instala nos discursos, pro-jetos e história dos candidatos -“conhecerão a verdade e a verdade vos libertará vocês.” (Jo. 8, 31-33). Só com a verdade é que se poderá escolher com liberdade o seu candidato. Só a verdade revela-rá as verdadeiras intenções, projetos e compromissos do candidato. Só a verdade poderá revelar quem este candidato representa, por quem quer lutar, e só com a verdade poderemos ser livres para escolher. Com falsas promessas e mentiras político algum fará gerar vida e vida em abundância (Jo. 10, 10) -“Assim, toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz maus frutos. Uma árvore boa não produz frutos maus, e uma árvore má não pode dar bons frutos. Toda árvore que não der bons frutos, será cortada e jogada no fogo. Pelos frutos deles é que vocês os conhecerão.” (Mt. 7, 17-20).

Na política o milagre se revela quando ocorre a distribuição da renda, a re-forma agrária e urbana, quando se acaba com a fome – “Pois eu estava com fome, e vocês me de-ram de comer; eu estava com sede, e me deram de beber; eu era estrangeiro, e me receberam em sua casa; eu estava sem roupa, e me vestiram; eu estava na prisão, e vocês foram me visitar.” (Mt. 25, 35-36) – “ ’Eles não precisam ir embora. Vocês é que têm de lhes dar de comer.’ Os discípulos responderam: ‘Só temos aqui cinco pães e dois peixes.’ Jesus disse: ‘tragam isso aqui.’ Jesus man-dou que as multidões se sentassem na grama. Depois pegou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos para o céu, pronunciou a bênção, partiu os pães, e os deu aos discípulos; os discípulos distribuíram às multidões. Todos comerão, ficaram satisfeitos, e ainda recolheram doze cestos cheios de pedaços que sobraram.” (Mt. 14, 13-21)

As curas milagrosas de Jesus somente Ele pode realizar, mas poderia o sis-tema de saúde de forma “milagrosa” salvar várias vidas se realmente os investimentos fossem efeti-vamente realizados e se as fraudes deixassem de existir. Isso é milagre!

Os políticos corruptos e que compram votos deveriam ser expulsos da vida pública, como foram expulsos os vendedores, e os cambistas do Templo. (Jo. 2, 13-22)

Todos os políticos e candidatos deveriam ter como compromisso maior que os aflitos fossem consolados, que aos mansos fossem concedidos a posse das terras, que a justiça saciasse a fome e sede daqueles que a anseiam, que a paz fosse promovida, que ninguém fosse per-seguido, como foi preconizado no Sermão da Montanha (Mt. 5, 1-11).

A mística existe para a política, os exemplos são muitos e vários e o milagre ocorre quando se tem no que Jesus disse e mostrou, em sua milagrosa passagem pela terra, a forma e o modo sublime de se fazer política.

Marcos Steiner Rodrigues Mesquita

Advogado
"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos