116 cidades brasileiras receberão internet rápida ainda em 2010

116 cidades brasileiras receberão internet rápida ainda em 2010: "


do Zé Dudu

A Telebras utilizará a rede de fibra ótica das empresas do setor elétrico , na primeira fase da implantação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).


Rogério Santana, presidente da Telebras, anunciou hoje os planos da empresa.


O presidente da Telebras, Rogério Santana (foto), disse hoje (24), durante o 2º Fórum Brasil Conectado, que 100 municípios e 16 capitais das regiões Sudeste e Nordeste, além de Brasília, receberão internet rápida até o fim do ano. A Telebrás utilizará a rede de fibra ótica das empresas do setor elétrico , na primeira fase da implantação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).


Apesar de as cidades já estarem definidas pela estatal, os nomes e os critérios de escolha só serão anunciados no último dia do fórum, na quinta-feira (26). “Queremos permitir que novas contribuições surjam durante o fórum”, disse Santana.


A implantação da rede na Região Norte, onde são grandes as dificuldades de conexão à internet, deverá ocorrer até 2014.


De acordo com Santana, o orçamento da Telebras para capitalização e cumprimento das metas do plano deverá ficar em R$ 1 bilhão, sendo R$ 600 milhões este ano e R$ 400 milhões em 2011, com a possibilidade de suplementação de mais R$ 400 milhões no decorrer do próximo ano, dependendo do cumprimento da meta orçamentária.


Participam do fórum representantes do setor público, empresários, usuários e especialistas para discutir a segunda fase do PNBL. Serão analisadas e debatidas propostas referentes à implantação de dutos e cabos de fibra ótica em obras públicas de infraestrutura, estímulo a fornecedores nacionais do setor de telecomunicações e parâmetros de qualidade para banda larga, entre outros temas.


"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos