Serra também aprontou no Maranhão

Serra também aprontou no Maranhão: "
No Maranhão, Serra implica com pergunta de repórter
Serra fica bravo ao ser questionado sobre sua impopularidade na região nordeste
Em visita a São Luís, o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra (foto), deixou bem claro que o seu calcanhar de aquiles, nesta disputa eleitoral, será reverter a sua baixa popularidade na região Nordeste, ao contrário da candidata Dilma Rousseff (PT), com as bênçãos do presidente Lula.
Durante entrevista coletiva à imprensa, na sede da rádio Capital AM, de propriedade do deputado federal Roberto Rocha (PSDB), o presidenciável José Serra chegou a se irritar com uma pergunta deste blogueiro sobre como o candidato faria para reverter essa alta impopularidade no Nordeste, dando como exemplo o Maranhão.
Mostrando-se irritado com o questionamento, José Serra chegou a interromper minha pergunta ao me questionar para qual veículo de comunicação eu trabalhava. Disse que eu estava gravando para a Rádio Mirante AM. Automaticamente, ele me interpelou dizendo: “essa não é a rádio do Sarney?”
Logo em seguida, bastante incomodado pelo teor da pergunta, o candidato tucano procurou minimizar sua impopularidade no Nordeste em relação à sua adversária petista, fato que vem sendo mostrado pela imprensa e mídia nacional.
“Eu não sei aonde você viu isso. Vamos fazer uma coisa, você quer fazer propaganda pra Dilma? Eu acho legítimo que sua rádio e você faça campanha para Dilma. Não tenho nada a me opor. Agora não venha falar mentira. Tudo bem, faz a campanha direto (pra Dilma)”, disse irritado José Serra.
Pelo visto, a vinda à capital maranhense revelou uma outra face do candidato tucano. O medo de responder perguntas que lhe mostram a sua real impopularidade e falta de carisma numa região que até bem pouco tempo atrás ficou renegada ao pó do chinelo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), seu tutor político.
"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos