Roseana terá o maior tempo no rádio e TV

Roseana terá o maior tempo no rádio e TV: "


do Blog do Décio

A candidata da coligação “O Maranhão Não Pode Parar”, Roseana Sarney (PMDB), terá o maior tempo na propaganda eleitoral gratuita que começa no dia 17 de agosto com os candidatos à Presidência da República e deputados federais. A aliança de 15 partidos em torno da peemedebista terá direito a 9min17s38.


Juiz Jaime F. Araújo sortea ordem das coligações


O ex- governador Jackson Lago (PDT) será o segundo com 3min11s04, seguido de Flávio Dino (PCdoB) 2min27s36, Saulo Arcangeli (PSOL) com 1min04s23 e os candidatos Marcos Silva (PSTU) e Marcos Igreja (PCB) com 1 minuto cada.


Arcangeli abrirá o horário de governador na segunda, dia 19. Em seguida aparecerão Marcos Igreja, Roseana, Marcos Silva, Jackson e Dino. Nos dias seguintes será feito revezamento.


A propaganda de governador será transmitida às segundas, quartas e sextas-feiras junto com a de deputado estadual e senador. Às terças, quintas e sábados serão mostrados os candidatos a presidente e deputados federais. Em sorteio, foi definida a TV Cidade (Record) e a Difusora FM para a transmissão dos programas.


Na TV, o horário eleitoral vai ao ar a partir 13h e às 20h; no rádio, às 7h e às13h. Os candidatos a presidente terão direito a 25 minutos, governador (18 minutos), senador (15 minutos), deputado federal (25 minutos) e deputado estadual (17 minutos).


PSDC fora


Em sessão realizada nesta quarta-feira o TRE indeferiu o registro do PSDC porque apresentado apenas no dia 10, cinco dias além do prazo. Além disso, na ata não é feita alusão da participação da legenda à coligação em torno de Roseana. Em decorrência desse fato, o único candidato inscrito para a disputa proporcional, João Anísio Araújo Silva, teve seu registro negado.


Foto: De Jesus/O Estado Maranhão.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos