Realizada em Parauapebas a primeira união homoafetiva

Realizada em Parauapebas a primeira união homoafetiva: "


Primeira união homoafetiva é realizada em Parauapebas



Aconteceu no Hotel Igarapé neste último sábado (17), um evento social e erudito, em comemoração a assinatura do contrato da primeira união homoafetiva de Parauapebas do casal Jasson Iran Monteiro e Josevaldo Sousa de França “Princeso”.


Devido o dia 28 de junho deste ano, ter sido o “Dia Mundial do Orgulho Gay”, foi oficializado a união homoafetiva de casais gays através do Centro de Referência de Prevenção e Combate a Homofobia da Defensoria Pública do Estado do Pará em Belém capital, sendo considerado um fato inédito na região norte e nordeste a oficialização da união do casal gay de Parauapebas de Iran Monteiro e Princeso.


Além do casamento e união confirmada através de contrato dos dois funcionários públicos parauapebenses, também foi a oportunidade de comemorar o aniversário de Princeso, que completou na data 25 anos e de quase quatro anos de união dos dois. Uma palestra com o tema “casa, lar, casamento e família na pós-modernidade” com Maria Angélica Alberta, doutora em sociologia pela Universidade Federal do Estado do Pará foi explanada.


Os compromissados, Iran Monteiro e Josevaldo Princeso, disseram que se sentem contentes com o amparo legal. “Temos refletido muito a respeito deste momento, com a satisfação e a felicidade de viver na legalidade, pois temos convicção que o Estado não está sendo “bonzinho”, ele está respondendo as nossas lutas em paradas gays e movimentos. É bom saber que a sociedade e o Estado reconhecem a legalidade de nossa forma de viver em família. Nosso casamento é um resultado de uma batalha onde muitos tombaram e foram assassinados pelo preconceito” disse Iran. Já Princeso, disse que o casamento foi mais um ponto positivo, mas que a luta continuará, pois o contrato já é um respaldo legal para os casais. “Estamos felizes em firmar esta união legalmente, pois a luta que temos na frente do movimento é para que outras gerações possam usufruir destes resultados” disse Princeso.


Fonte: Carajás O jornal


"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos