Mais 13 municípios são incluídos no Plano Turístico do Meio-Norte

Mais 13 municípios são incluídos no Plano Turístico do Meio-Norte: "


Confirmada a inclusão de mais 13 municípios maranhenses no Plano de Desenvolvimento Sustentável da Região Turística do Meio-Norte (PDSRT). O anúncio foi feito pelo técnico do Ministério da Integração Nacional e coordenador geral do Plano, Júlio Miragaya, durante reunião dos integrantes do Grupo de Trabalho Interministerial (GTI), nesta quinta-feira (22), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana. A reunião contou ainda, com a presença do secretário de Estado de Turismo, Tadeu Palácio, representantes dos Ministérios da Integração Nacional e do Turismo, gestores das cidades que fazem parte do plano e representante de órgãos estaduais.


O Plano de Desenvolvimento do Meio-Norte, uma iniciativa do governo federal em parceria com os governos do Maranhão, Piauí e Ceará, é direcionado para o desenvolvimento sustentável de regiões com baixos patamares de renda per capita e com reduzidas taxas de crescimento.


“Nossa meta é fazer um plano conjunto para promover o desenvolvimento dessas regiões, um plano sustentável com condições para geração de emprego e renda para as pessoas”, declarou Tadeu Palácio. “Os benefícios estão voltados para o que o turismo pode render, é um plano audacioso e que vai dar certo”, garantiu.


Segundo Júlio Miragaya, na primeira fase, a área de abrangência do Plano envolvia sete regiões estaduais de planejamento, sendo três do nordeste do Maranhão, duas do norte do Piauí e duas do noroeste do Ceará, totalizando 77 municípios (22 do Ceará, 22 do Maranhão e 33 do Piauí). Um total de 66.000 Km² de área habitada por 1,86 milhão de pessoas.


Nessa segunda fase passam a integrar o Plano os municípios de Axixá, Bacabeira, Cachoeira Grande, Icatu, Morros, Presidente Juscelino e Rosário, na Região do Baixo Munim, e de Anajatuba, Itapecuru-Mirim, Nina Rodrigues, Presidente Vargas, Santa Rita e Vargem Grande, na Região do Baixo Itapecuru, totalizando uma área de 11.882,41 km².


Esses 13 municípios também integram os Territórios Rurais selecionados para o Programa Desenvolvimento de Territórios Rurais da Secretaria de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Programa Territórios da Cidadania.


Os demais municípios maranhenses contemplados no plano são Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão, Anapurus, Araioses, Barreirinhas, Belágua, Brejo, Buriti, Chapadinha, Humberto de Campos, Magalhães de Almeida, Mata Roma, Milagres do Maranhão, Paulino Neves, Primeira Cruz, Santa Quitéria do Maranhão, Santana do Maranhão, Santo Amaro do Maranhão, São Benedito do Rio Preto, São Bernardo, Tutóia e Urbano Santos.


“A ideia agora é discutir uma série de ações em curso referente à primeira fase e definir as ações prioritárias para a segunda fase, além de avaliar os impactos da implantação da Refinaria Premium já que incluímos municípios dessa região”, destacou Júlio. Entre as ações estão a duplicação da BR-402 (que liga Bacabeira/Morros), pavimentação da BR-402 (Sobradinha/Barro Duro), Pavimentação e ponte da BR-222, os aeroportos de Barreirinhas, São Benedito e Cruz, no Ceará, o Tabuleiro de São Bernardo, entre outras obras.


Para a secretária de Turismo de Barreirinhas, Kátia Lima, apesar de Barreirinhas ser referência turística, porta de entrada para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, não vai a lugar nenhum sem que haja um trabalho integrado. “Estamos aliados a Morros, Axixá, Bacabeira, e esperamos crescer juntos, ampliar o tempo de permanência do turista na região e fazer com que todos os serviços sejam distribuídos ao longo de todos os municípios para que todos saiam ganhando”, ressaltou.


O Plano


O Plano de Desenvolvimento Turístico do Meio Norte está sendo elaborado em bases sustentáveis por um Grupo de Trabalho Interministerial (GTI) instituído por Decreto da Presidência da República de 06/11/2008, integrado por 26 Ministérios e órgãos federais; Secretarias de Estado do Ceará, Maranhão e Piauí e pela Agência para o Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS), sob a coordenação dos Ministérios da Integração Nacional e do Turismo.


O Plano contempla, além do turismo – segundo o estudo, essencial para o desenvolvimento da região – atividades como a agropecuária, o extrativismo, a pesca e o artesanato rural.


Fonte: Governo do Maranhão



Leia mais...


"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos