HHomem é preso acusado de estuprar a própria filha em Alto Alegre do MA

Homem é preso acusado de estuprar a própria filha em Alto Alegre do MA

 
Domingos Batista, de 41 anos, o “Edio”, foi preso na tarde desta quinta-feira (29) acusado de violentar a própria filha, de 15 anos de idade, no povoado Matinha.


Camilla Andrade

o imparcialonline




Domingos Batista Bezerra Falcão, de 41 anos, o “Edio”, foi preso na tarde desta quinta-feira (29) acusado de violentar sexualmente a própria filha, uma adolescenete de 15 anos, no povoado de Matinha, em Alto Alegre do Maranhão (a 186 km de São Luís).
Os avós maternos da vítima denunciaram o caso ao Conselho Tutelar do município e ficaram sabendo dos abusos através de uma vizinha da vítima. O mandado de prisão foi expedido pela delegacia de Alto Alegre do Maranhão. A garota foi submetida a exames de conjunção carnal que comprovaram a violência. O pai pedófilo morava com a mãe da garota e quatro irmãos. Segundo a menor, desde o mês de novembro do ano passado ela vinha sendo violentada.
O titular da delegacia de Alto Alegre, Henrique Sousa, informou que durante o depoimento da jovem, ela confessou os abusos. E que o pai, primeiramente, começou a assediá-la, passando a mão nos seios e entrando no banheiro quando estava tomando banho. Quando as práticas de estupro começaram, ele a ameaçou de espaçamento caso contasse a alguém.
“Ela sempre era violentada quando saia para a mata para catar coco, ou durante a noite, quando todos estavam dormindo. Inclusive, uma vez ocorreu quando ela estava dormindo, ao lado da irmã de nove anos”, disse o delegado.
A mãe da menina, que prestou depoimentos na delegacia, alegou que nunca havia percebido nada. Domingos Batista Bezerra Falcão foi encaminhado à delegacia de São Mateus (a 180 km da capital), pois populares ameaçaram linchá-lo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos