Alessandro Martins ameaça ‘acabar com a moral’ de diretores e até do presidente da Volkswagen

Alessandro Martins ameaça ‘acabar com a moral’ de diretores e até do presidente da Volkswagen: "



do Blog do Décio

É o que tudo mundo já sabia. Uma fraude grande praticada pela Euromar não poderia acontecer sem o conhecimento da direção nacional da Volkswagen. Em depoimento à polícia no último dia 14, segundo revelado pelo blog do Itevaldo, o empresário Alessandro Martins ameaça acabar “com a moral” de diretores da montadora, inclusive o presidente nacional Thomas Schmall. Para tanto diz possuir uma carta mostrando que toda a trama partiu da Volkswagen.


Alessandro fez revelações bombásticas



“Se quiser acabar com a moral desses dois diretores da VW, inclusive o próprio presidente Thomas Schmall, e do vice-presidente demitido, Flávio Padovan, era só entregar cópia da carta ou enviar um e-mail para todas as 600 concessionárias VW credenciadas no Brasil, pois jamais a Euromar, se não fosse muito prejudicada pela VW, poderia ter esse privilégio, ou seja, ter 700 veículos populares extra-cota, durante 12 meses”, diz.


E mais à frente completa: ‘A VW não dá nem ‘obrigado’ nem ‘parabéns’ por escrito, preocupada com ações judiciais, mas mesmo assim conseguiu uma carta altamente comprometedora. Sobre a cobrança de dívidas da Euromar, relata que “Padovan dava murro na mesa, dizendo ao interrogado: ‘como pude confiar em ti”; ‘eu que confiei no senhor assinando aquela assunção de dívida’”.


Segundo Alessandro Martins, “a conduta criminosa dos empresários da VolksWagen consistia em aprovar os cadastros de empresas destinatárias de veículos em São Luís/MA, que no máximo tinham, em condições normais, de receber 40 veículos, no entanto, recebiam 200 até 900 veículos para a mesma empresa sem o mínimo lastro financeiro, ficando como garantia a pessoa física do interrogado, pois a Euromar não poderia ser avalista, por ser vendedora dos carros.”


Ele conta que o objetivo dos empresários da Volkswagen com o negócio era obter a liderança do mercado brasileiro, batendo a Fiat, ascensão funcional e prestígio internacional principalmente no caso do presidente Thomas Schmall e consequentemente a obtenção de maior renda”. Alessandro Martins afirma ainda ter tido prejuízo de R$ 500 mil num negócio realizado com Melissa, filha do prefeito Eliseu Moura (Pirapemas).


O dono da Euromar diz ainda que as locadoras São Luís, de Roberto Hachhem, irmão de Eli Hacchem, este sócio da própria Euromar, e a AUTO1000 não só sabiam do esquema como ganhavam com cada carro faturado em nome delas. Leia aqui a íntegra do depoimento.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos