PPS decide abandonar Jackson Lago e apoiar Dino; direção nacional pode ter de intervir

PPS decide abandonar Jackson Lago e apoiar Dino; direção nacional pode ter de intervir: "
BLOG do: Décio Sá

A Executiva do PPS decidiu nesta quarta-feira abandonar a candidatura do ex-governador Jackson Lago (PDT) e aderir ao comunista Flávio Dino (PCdoB). O partido realizou convenção em Bacabal. Os convencionais deixaram a decisão do apoio à Executiva. Pesou contra o pedetista a forte rejeição que membros do partido fazem a sua passagem pelo Governo do Estado.


O grupo do presidente Paulo Matos perdeu por 5 a 4 para o grupo da deputada Eliziane Gama. O PPS deve indicar o vice do comunista. A vaga é disputada por Altemar Lima e Miezoti Gomes. No entanto, pelo mesmo placar, foi aprovada a consulta ao Diretório Nacional. O presidente nacional, Roberto Freire, liberou a aliança do partido em alguns Estados desde que ficasse garantido o apoio ao tucano José Serra (SP). Como o PCdoB e PSB, que formam a coligação em torno de Dino, apoiam a petista Dilma Roussef, pode acontecer uma intervenção no Maranhão.


Ontem encontrei Matos, Othelino Neto e o vereador Vieira Lima na padaria São José (Renascença) e eles reafirmaram ao blog a manutenção da aliança em torno do pedetista. É a primeira derrota de Matos em anos à frente do PPS. Desde a eleição do diretório ano passado Eliziane Gama, eleita vice-presidente, vem mostrando força na legenda.


O presidente do PPS agora vai ficar agora numa “saia-justa” na Prefeitura de São Luís onde ocupa do cargo de secretário do Orçamento Participativo. O prefeito João Castelo (PSDB) não quer nem ouvir falar em Flávio Dino.


Prós e contras


Aliados de Jackson não acharam de todo ruim o PPS ir para o Flávio Dino. Acreditam que com isso ele não desisti mais de sua candidatura podendo ajudar na realização de um segundo turno. Em situação complicada ficou o deputado Edivaldo Holanda (PTC), líder da oposição. Ele era quem mais lutava pelo PPS com o qual o PTC se coligaria na disputa proporcional.


Agora terá disputar a eleição numa chapa com PDT e PSDB correndo sério risco de não se eleger. Terá como adversários no PSDB Aderson Lago, Neto Evangelista, Eric Carvalho, filho do ex-deputado Wilson Carvalho, e a deputada Gardeninha Castelo. No PDT terá de superar os deputados Pavão Filho, Graça Paz, Carlinhos Amorim e Camilo Figueiredo.


É páreo duro. Te cuida Edivaldo!


Nota: Post alterado às 14h55 para acréscimo de informações.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

“Nunca fui e jamais serei condenado pela justiça”, afirma Hildo Rocha em resposta a boatos

Projeto Meu Tesourinho promove dia de lazer e reúne mais de 500 crianças em Miranda do Norte