Parada do Orgulho Pela Diversidade Sexual ressalta direitos da população LGBT

do Portal da Cidadania
Parada do Orgulho Pela Diversidade Sexual ressalta direitos da população LGBT: "


Com muito brilho, alegria e descontração, a comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis) comemorou a 7º Parada do Orgulho Pela Diversidade Sexual, na tarde deste domingo, 27, na Avenida Litorânea. Vários trios elétricos animaram a festa de milhares de pessoas que compareceram ao evento, que é apoiado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania (Sedihc).



A Parada do Orgulho pela Diversidade Sexual do Maranhão é uma das mais tradicionais do Brasil e é considerada a maior do Nordeste e a terceira melhor do país. Os trios elétricos traziam modelos performers masculinos, travestis, militantes de movimentos em defesa da causa homossexual e simpatizantes em geral. Fantasias coloridas, de desenhos animados e de personagens de TV davam cor e alegria aos brincantes.



O coordenador-geral do evento, Carlos Garcia, ressaltou que o objetivo da iniciativa é contribuir para uma cidadania sem preconceitos. “O que nós queremos é apenas respeito, pois contribuímos para o desenvolvimento do nosso estado e para o crescimento do Brasil”, disse Garcia.



Equipe da Sedihc


Para o secretário de Direitos Humanos e Cidadania, Sergio Tamer, o importante para a equipe da Sedihc é que a parada serve para chamar a atenção da sociedade no sentido de que as políticas voltadas para a população LGBT, possam ser implementadas o mais rápido possível.



“Um bom exemplo é o da criminalização de condutas típicas de homofobia, cujo projeto na câmara dos deputados está emperrado por conta de preconceitos que ainda existem. Portugal, por exemplo, que é um país extremamente católico, soube separar o estado da religião e já aprovou a criminalização de condutas homofóbicas”, destacou Tamer.


"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos