Na mira da Ficha Limpa

Na mira da Ficha Limpa: "

Ex-gov.Jackson LagoA confirmação, feita ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de que a Lei da Ficha Limpa já valerá para o processo eleitoral deste ano, vai certamente desencadear uma frenética corrida nos bastidores dos partidos políticos, onde vários pré-candidatos serão obrigados a refazer seus planos ou, no máximo, tentar sobrevida apelando para recursos nas várias instâncias da Justiça Eleitoral.

Nesse novo cenário, não há como não enfocar a situação do ex-governador Jackson Lago, já lançado e autoproclamado pré-candidato ao Governo do Estado pelo PDT. De acordo com a Lei da Ficha Limpa, será inelegível o político que tiver sido condenado por um colegiado da Justiça. Jackson Lago foi. Ele teve seu mandato de governador cassado pelo TSE, por corrupção eleitoral na campanha de 2006.

Essa situação do pré-candidato do PDT é absolutamente indiscutível. É claro que juristas de plantão e nada isentos recorrerão a uma infinidade de argumentos fantasiosos para excluir o pré-candidato pedetista do listão de aspirantes a voto que terão sua caminhada interrompida pela Lei da Ficha Limpa. Mas, não há como ignorar o fato de que o pedetista mergulhou ontem à noite no túnel da incerteza, de vez que, entre os políticos mais conhecidos do Maranhão, ele é o único com a ficha suja, por trazer o carimbo de uma condenação por tribunal colegiado à perda de um mandato de governador de estado. Seria precipitado afirmar aqui que o pedetista está, desde já, fora do processo eleitoral, mas seria ingenuidade afirmar que sua situação é tranqüila e confortável. Diante desse cenário ainda em construção, vale aguardar os desdobramentos a serem produzidos pela validade da lei da Ficha Limpa.Coluna Estado Maior do Joema.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini