Maranhão lidera o ranking dos inelegíveis

Maranhão lidera o ranking dos inelegíveis: "



O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou nesta segunda-feira uma lista com os nomes de 4.922 gestores públicos que estão impedidos de disputar as eleições de outubro. Eles ficaram inelegíveis porque tiveram suas contas dos últimos anos rejeitadas por mau uso do dinheiro da União em convênios de estados e municípios com entidades federais. A grande maioria dos integrantes da lista é de funcionários de carreiras ou de cargos de confiança, e a maior parte não pretende disputar a eleição. Mas o que tiver essa pretensão será barrado na Justiça Eleitoral.


O maior número de condenações ocorreu no Maranhão: 728, seguido por Bahia (700), DF (614) e Minas Gerais (575). Na outra ponta, o menor número de condenações ocorreu em Santa Catarina: 86. No Estado do Rio o TCU somou 214 condenações e em São Paulo, 455.


A lista do TCU, entregue nesta segunda-feira pelo presidente do tribunal, Ubiratan Aguiar, ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, tem 7.854 condenações – um mesmo gestor é punido mais de uma vez. O número de condenações e de gestores aumentou em relação à última lista do TCU, divulgada nas eleições municipais de 2008: ela continha 4.840 condenações de 3.178 pessoas.Para os presidentes dos dois tribunais, essa lista é um instrumento a mais para barrar os registro de candidaturas com pessoas com ficha suja. A lista será entregue também a todos os Tribunais Regionais Eleitorais, ao Procurador-geral Eleitoral, Roberto Gurgel, e aos Tribunais de Contas dos estados e dos municípios. Quem já homologou sua candidatura na Justiça Eleitoral e estiver na lista terá seu registro cassado.- Espero que esta lista possa subsidiar a ação da Justiça Eleitoral no momento que o Congresso aprovou a Lei da Ficha Limpa, na segurança de conseguir expurgar os maus gestores e fazer prevalecer a ética e a moralidade da coisa pública – afirmou o presidente do TSE.Caberá à Justiça Eleitoral, a partir da lista, decretar a impossibilidade desses gestores de concorrerem a um cargo eletivo. O levantamento será atualizado até 31 de dezembro deste ano, levando em conta recursos impetrados em tempo hábil, com efeito suspensivo.


O Imparcial Online


"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos