Flávio Dino, José Reinaldo e “radicais” do PT-MA “são serristas há muito tempo”, afirma Zé Dirceu

Flávio Dino, José Reinaldo e “radicais” do PT-MA “são serristas há muito tempo”, afirma Zé Dirceu: "

Do blog do Zé Dirceu:


Serra já está no palanque com Flávio Dino


Os jornais e a mídia em geral estão gastando muito papel e tinta para noticiar um fato velho e consumado como novidade: a possibilidade admitida pelo candidato a governador, deputado Flávio Dino (PC do B-MA) de coligar-se com o PSDB e abrir seu palanque no Maranhão ao candidato da oposição a Presidência da República, José Serra (PSDB-DEM-PPS).


José Dirceu 300310Flávio Dino já tem Serra em seu palanque – e há muito tempo. O PC do B no Maranhão está coligado com o PSB, cujo candidato ao Senado o ex-governador e ex-sarneyzista José Reinaldo, há meses faz campanha para o presidenciável tucano em seu site. Aliás, até mudar-se para o PSB, Zé Reinaldo sempre foi ligado aos Sarneys.


Foi ministro dos Transportes do presidente José Sarney e se elegeu deputado federal e governador do Maranhão com apoio do ex-presidente da República. Seu apoio a Serra, tornado público agora, só confirma o que estava escondido pela midia nacional e aparecia em seu site. Fora o fato de que nós do PT apoiamos Flávio Dino como candidato a prefeito de São Luís em 2008.


Petistas rebelados e agora com Dino elegeram prefeito tucano em 2008


Já o grupo de petistas que agora o apoia para governador e está rebelado contra a aliança pró-reeleição da governadora Roseana Sarney (PMDB), na eleição municipal daquele ano fez campanha e, na prática, apoiou o ex-governador João Castelo (PSDB) que se elegeu prefeito da capital maranhense derrotando Flávio.


A posição do deputado do PC do B ao admitir a possibilidade de ir com Serra agora mostra que a campanha no Maranhão é presidida pela questão nacional e que não há da parte deles um projeto alternativo de governo para o Estado, já que tanto Flávio Dino quanto o ex-governador Jackson Lago (PDT), também candidato a voltar ao Palácio dos Leões, estão ligados ao PSDB e à candidatura Serra há muito tempo.


É um jogo de palavras, portanto, a explicação de Flávio Dino de que caso a aliança com o PSDB se concretize, o palanque de sua chapa no Estado será “híbrido” e apoiará tanto Serra quanto Dilma – “Dilma sobe conosco e o Serra sobe com o (outro) pessoal”.


Bem como é jogo de cena essa declaração do presidente regional do PSDB maranhense, Roberto Rocha, de que os tucanos não podem dar “dois palanques para a Dilma e meio palanque para o Serra”. Como ficar com tantas firulas e estabelecer tantas distinções, se estão juntos e, na prática, são serristas já há tanto tempo?

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos