Enquanto Domingos Dutra encerra ‘palhaçada’ em Brasília, Flávio Dino quer apoiar Serra

Enquanto Domingos Dutra encerra ‘palhaçada’ em Brasília, Flávio Dino quer apoiar Serra: "

O deputado Domingos Dutra (PT) e seu companheiro de partido, Manoel da Conceição, encerraram a greve de fome nesta sexta-feira (18) depois de conseguir articular um acordo com o aval da direção do PT Nacional. “O acordo foi o reconhecimento do direito dos companheiros de apoiar o deputado Flavio Dino (PCdoB). Foi assinado pela liderança da bancada e tem o aval do presidente nacional, José Eduardo Dutra”, afirmou o deputado federal Geraldo Magela (PT-DF).


Dutra algemaCom a decisão, o parlamentar poderá pensar em se reeleger como deputado federal e os filiados do Maranhão terão liberdade para apoiar Dino, candidato ao governo pelo PCdoB em coligação com o PSB, ou seguir a orientação do PT nacional e dar suporte à campanha da atual governadora, Roseana Sarney (PMDB).


A ex-deputada Terezinha Fernandes também deve anunciar hoje o fim do movimento. Dutra, que passou mal pela manhã, foi levado para casa. Na imagem ele mostra a algema com a qual pretendia se fixar no Plenário caso alguém tentasse tirá-lo de lá. Querem coisa mais patética que isso? Já o colega Manoel da Conceição foi transferido para o Hospital do Coração, onde passará por mais exames e irá se recuperar da desidratação e desnutrição.


Nem aí


O problema é que enquanto os companheiros tentavam se “matar”, Dino procurava resolver sua próprio vida. Em entrevista à Folha de S. Paulo ele admitiu o apoio ao tucano José Serra. principal adversário do PT e do próprio PCdoB. Leia a matéria:


Comunista admite que pode dividir palanque com Serra


Deputado federal e pré-candidato ao governo do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) admitiu ontem a possibilidade de abrir seu palanque ao candidato tucano à Presidência, José Serra (PSDB), a partir de uma coligação com o PSDB no Estado.


Após a aliança com o PT estadual ser anulada pelo Diretório Nacional petista, na sexta-feira passada, o PCdoB busca o apoio de outros partidos, como o PDT do ex-governador Jackson Lago, o PPS e o PSDB, para fortalecer o nome de Dino na disputa.


Caso a aliança PCdoB-PSDB se concretize, a possível chapa será “híbrida”: apoiará Serra, candidato de Lago, e Dilma Rousseff (PT). “Dilma sobe conosco e o Serra sobe com o pessoal”, diz Dino.


(Com informações do UOL e Folha de S. Paulo).

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos