Com Sarney grupo de Harvard se intera sobre o Brasil

Com Sarney grupo de Harvard se intera sobre o Brasil: "
Ao responder perguntas de um grupo de alunos da Universidade de Harvard na manhã de hoje em seu gabinete, o presidente José Sarney, afirmou que o Brasil tem uma sociedade democrática organizada com a participação de todos os grupos sociais no poder. O estudante de Nefér Munoz, da Costa Rica, lembrou a presença de José Sarney como presidente brasileiro em uma reunião no seu país em 1989 e perguntou sobre a situação da democracia na América Latina.

Sarney respondeu que os países da América do Sul vivem realidades diferentes da América Central, com seus distintos problemas. Alguns países têm dificuldades até com o Estado Nacional ainda em construção. O México, por exemplo, tem suas diferenças devido à vizinhança com os Estados Unidos.
Quando o estudante de pós-doutorado, Bandon Van Dyck, que faz pesquisa sobre o PT e PMDB, perguntou por que o PMDB continua existindo com toda sua heterogeneidade, Sarney afirmou que o PMDB teve origem na 'confederação de grupos de oposição ao governo militar' formada pelo então MDB. Sarney acrescentou que também o PSDB, o PT, entre outros do atual sistema partidário brasileiro saíram do MDB, do qual o PMDB herdou muito mais do que as três últimas letras da sigla. Segundo ele, o PMDB herdou a grande capilaridade nacional nas suas bases municipais que lhe permite hoje ter a maior estrutura partidária nacional. Por essas origens, segundo Sarney, o PMDB está presente no imaginário popular como a grande organização política nacional.

Ao falar sobre o PT, Sarney disse que esse partido também foi formado por diversos grupos, dos quais alguns já saíram para formar outras legendas, como por exemplo, o PSOL, da Heloisa Helena. Segundo o Senador, a inteligência e a formação política não dogmática do presidente Lula é uma grande vantagem do PT. 'O Brasil que começou a República com militares, continuou com 'barões do café' e outros grupos liberais têm agora um operário no poder, sem revolução', destacou Sarney.

A estudante americana Amie Shei disse ao presidente Sarney que está estudando o programa Bolsa Família na cidade de Salvador e a estudante de graduação Maryell Hernandez trabalha com os povos indígenas na Amazônia Legal. O grupo estava formado por dez estudantes de pós-doutorado, doutorado e graduação, além de três funcionários do escritório de Harvad no Brasil.

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado
"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos