Ala pró-flávio Dino deve entrar com nova ação no TSE para reverter decisão nacional favorável a Roseana

Ala pró-flávio Dino deve entrar com nova ação no TSE para reverter decisão nacional favorável a Roseana: "

Os petistas maranhenses favoráveis à coligação com o PCdoB e PSB ainda não jogaram a toalha. O grupo prepara uma nova investida junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para anular a aproximação formal com o PMDB. A primeira tentativa ocorreu com um mandado de segurança. O pedido contra a intervenção do Diretório Nacional foi indeferido na última sexta-feira (18). O ministro Hamilton Carvalhido destacou que os documentos anexados à ação não comprovavam a existência de ato abusivo praticado pela cúpula do partido. Para contornar esse argumento, os petistas preparam a reapresentação dos documentos. Os militantes continuam insatisfeitos com o Diretório Nacional. Os petistas que fizeram greve de fome se reuniram na tarde de ontem na sede do partido em São Luís e fizeram um balanço de protesto.


Domingos Dutra e Manoel da Conceição ainda apresentavam o semblante abatido. Teresinha Fernandes, que foi solidária aos companheiros e aderiu à greve de fome, também estava presente. “Estamos chocados, tristes e angustiados. Não foi com esse objetivo que passamos 30 anos trabalhando para o crescimento do partido e pela candidatura de Lula”, declarou a militante. Dutra enumerou três pontos positivos conquistados com o protesto. O primeiro foi a liberdade para subir num palanque diferente do que será usado pela governadora Roseana Sarney (PMDB). O segundo foi expor para a opinião pública a pressão do senador José Sarney (PMDB-AP) para manter a família no poder. O terceiro foi colocar o debate interno sobre a democracia exercida no PT.


Mesmo com a insatisfação, o grupo começa a viver a nova realidade. Os candidatos contrários à aproximação com o PMDB estarão formalmente registrados na coligação de apoio à governadora Roseana. Com a definição de Washington Oliveira como candidato a vice-governador, existirão espaços para os petistas apenas nos cargos de deputado federal e estadual. O primeiro será feito um chapão com todas as siglas. Dutra e Birá do Pindaré serão inclusos nesta lista. Na disputa estadual o PT segue com uma chapa própria onde aparecem os nomes de Teresinha Fernandes, Valdinar Barros, Mauro Jorge, Eri Castro e outros militantes. O espaço foi assegurado pelo presidente estadual do PT, Raimundo Monteiro. “Está garantido. Não vamos deixar ninguém de fora”, avisou.


As divergências aparecem na data e local da convenção. Monteiro afirma que o encontro ocorrerá no dia 24 junto com o PMDB, no mesmo local e horário. O campo que apóia Flávio Dino é prefere outra data e quer distância dos peemedebistas. Eles consideram irregular a decisão do presidente da legenda. O grupo garante que primeiro a executiva estadual deve ser convocada para deliberar a data. Raimundo Monteiro nega tal pré-requisito. “O presidente tem a prerrogativa para essa convocação”, disse. Distante das disputas internas do PT, o presidente em exercício do PMDB, Remi Ribeiro, informou que respeitará o que o novo aliado decidir. Inclusive sobre a presença de candidatos da chapa em outro palanque. “Não podemos interferir e nem cobrar. Receberemos de braços abertos os que quiserem estar conosco. Os que não vierem cabe ao PT e não o PMDB decidir alguma coisa”, relatou.


Fonte: O Imparcial

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos