Acidente na BR-135 deixa três mortos e um ferido

Acidente na BR-135 deixa três mortos e um ferido: "

POR JULLY CAMILO


Três pessoas morreram e uma ficou gravemente ferida num acidente, na manhã de ontem, 31, na BR-135, envolvendo uma carreta Volvo, branca, placas LWN-2500, de Campina Grande-PB, e um veículo Gol, cinza, NMT-5570, que seguia da cidade de Viana para São Luís transportando quatro pessoas da mesma família. A carreta, da empresa Campina Gás e Representação Ltda., estava carregada de botijões de gás. O acidente ocorreu no Km-52, a aproximadamente dois quilômetros de Bacabeira.


Célio Amorim Câmara, 40 anos, condutor do Gol, e a sogra dele, Linete Serra Cutrim, 62 anos, morreram no local, presos às ferragens. O sogro de Célio, Mário Serra Cutrim, 64 anos, ainda foi socorrido, mas faleceu a caminho do centro de saúde do município de Bacabeira. O sobrevivente, Fernando Serra Cutrim, filho de Mário, também foi levado para a casa de saúde daquela cidade e depois transferido para o Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II, em São Luís. O condutor da carreta, José Veríssimo Souza, não sofreu ferimentos e permaneceu no local do acidente até a chegada da polícia.


Segundo o inspetor E. Lobato, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carreta trafegava em uma velocidade média de 60 km por hora. O motorista da Volvo afirmou à PRF que não viu o Gol e que foi surpreendido apenas pela batida, do seu lado esquerdo.


Foto: G.FERREIRA




Familiares das vítimas estiveram no local sob um forte clima de comoção e dor


A PRF constatou que Célio Amorim Câmara, que seguia no sentido Viana/São Luís, teria tentando realizar uma ultrapassagem proibida quando bateu na lateral dianteira da carreta. O carro de passeio ficou quase que totalmente destruído, deixando os ocupantes da frente presos às ferragens. O Corpo de Bombeiros teve dificuldades para resgatar os corpos, que só foram removidos por funcionários do Instituto Médico Legal (IML) cinco horas após o acidente.


O inspetor explicou que o condutor da carreta foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Bacabeira, onde seria indiciado por homicídio culposo – quando não há intenção de matar – e deverá aguardar em liberdade o pronunciamento da Justiça. Os veículos envolvidos no acidente foram rebocados para o posto da PRF, em Pedrinhas, para serem periciados.


Familiares das vítimas estiveram no local sob um forte clima de comoção e dor. Célio Amorim, que era proprietário de uma padaria em Viana, estaria levando seu sogro para realizar exames médicos na capital.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini