São Luís é uma das cidades que mais avançaram em saneamento

São Luís é uma das cidades que mais avançaram em saneamento: "

Apesar de ter ficado numa posição incômoda, na 63ª no ranking das cidades que melhor oferecem serviços de saneamento básico, São Luís está entre as seis que mais tiveram avanços neste serviço. A capital do Maranhão, que até 2007, tratava apenas 8% dos seus esgotos, passou a melhorar 25%, graças aos investimentos que foram feitos nos três últimos anos antes do levantamento, ficando portanto entre as três mais bem posicionadas em evolução, perdendo apenas para Ribeirão Preto (SP) e Natal (RN), segundo dado da OCIP Trata Brasil.

Em Conformidade Ambiental (volume de esgoto tratado por água consumida), as cidades que apresentaram o maior aumento de esgoto tratado foram:


Ribeirão Preto (SP), passando de 38% para 70%, Natal (RN), que passou de 17% para 34%, São Luís (MA) que em 2007 tratava 8% e em 2008 tratou 25%, Belo Horizonte (MG) que passou de 46% para 58%, Campinas (SP) que passou de 30% para 41% do esgoto tratado e Contagem (MG) que passou de 27% para 38% de tratamento de esgotos.


Em alguns casos houve redução no tratamento de esgotos, como Diadema (SP), que declarava tratar até 12% do esgoto em 2007 e em 2008 declarou


despejar 100% do esgoto gerado na natureza. Cuiabá (MT) declarou tratar 29% em 2007 e apenas 14% em 2008. Belford Roxo (RJ) declarou tratar 13% em 2007 e apenas 7% em 2008. Florianópolis (SC) declarou tratar 56% em 2007 e apenas 40% em 2008. Santo André (SP) declarou tratar 34% em 2007 e apenas 27% em 2008. Rio de Janeiro (RJ) declarou tratar 60% em 2007 e apenas 48% em 2008. E Paulista (PE) declarou tratar 52% em 2007 e apenas 43% em 2008.
Os avanços no setor de saneamento desde 2003 são evidentes, mas ainda em ritmo lento, pois os investimentos estão muito aquém das necessidades para alcançarmos a universalização dos serviços.


É necessário perseguir-se o cumprimento da Lei de Saneamento (11.445/07) que exige, dentre outras, a elaboração de Planos Municipais de Saneamento, investimentos na melhoria da gestão, pois os níveis de ineficiência dos nossos


operadores são enormes, e assegurar recursos financeiros para investimentos anuais de no mínimo R$ 10 bilhões para alcançarmos a meta de universalização até 2027.


O Instituto Trata Brasil entende que somente com a conscientização e envolvimento da sociedade na cobrança pela priorização do saneamento conseguiremos tratar o esgoto de todos os domicílios brasileiros.



Esgoto no Brasil


?- 81 cidades brasileiras observadas no estudo


?- 72 milhões de habitantes


?- 129 litros de água por dia é o consumo médio desta população


?- 150 litros de água por dia é o consumo médio do brasileiro


?- 80% em média da água consumida se transforma em esgoto


?- 9,3 bilhões de litros de esgoto é o total gerado todos os dias por essa população


?- 5,9 bilhões de litros de esgoto é o total de esgoto gerado por essa população que não recebe nenhum tratamento


?- Em média, apenas 36% do esgoto gerado nessas cidades recebem algum tipo de tratamento



O Instituto Trata Brasil - O Instituto Trata Brasil é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), iniciativa de responsabilidade socioambiental que visa a mobilização dos diversos segmentos da sociedade para garantir a universalização do saneamento no País.


Criado em julho de 2007, o Instituto Trata Brasil tem como proposta informar e sensibilizar a população sobre a importância e o direito de acesso à coleta e ao tratamento de esgoto e mobilizá-la a participar das decisões de planejamento em seu bairro e sua cidade; cobrar do poder público recursos para a


universalização do saneamento; apoiar ações de melhoria da gestão em saneamento nos âmbitos municipal, estadual e federal; estimular a elaboração


de projetos de saneamento e oferecer aos municípios consultoria para o desenvolvimento desses projetos, e incentivar o acompanhamento da liberação


e da aplicação de recursos para obras.


Hoje, o Instituto conta com o apoio das empresas e entidades Amanco, Braskem, Solvay Indupa, Tigre, CAB Ambiental, Fundação Getúlio Vargas


(FGV), Pastoral da Criança, Agencia Nacional de Águas (ANA), Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR), Associação Brasileira de Municípios (ABM), Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais (Aesbe), Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto (Abcon), Medley, Instituto Coca-Cola, Instituto Brasil PNUMA e Acqua Manager. Visite o site www.tratabrasil.org.br



Veja o ranking no site http://www.tratabrasil.org.br/novo_site/cms/templates/trata_brasil/util/pdf/release_final.pdf






"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini